RPG passa a integrar a rede pública de saúde do Estado

abril 19, 2019 /

O tratamento fisioterápico de Reeducação Postural Global (RPG) passa a integrar a rede pública de saúde do Estado. É o que determina a Lei 8380/19, de autoria do deputado Márcio Pacheco (PSC), sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada do Diário Oficial desta quinta-feira (18/04).

O RPG consiste no trabalho de equilíbrio muscular, consciência corporal, coordenação motora, respiração, orientações posturais e alongamento global. O tratamento torna-se vantajoso, não só pela eficácia, mas também por não haver necessidade do uso de medicamentos. O texto estabelece que as unidades tenham disponíveis pelo menos um profissional habilitado na área da fisioterapia pelo método Souchard.

Segundo o autor da lei, o estilo de vida sedentário e estressante dos dias atuais desencadeia em todos os sistemas corporais um mau funcionamento e gera tensões com alterações comportamentais e emocionais, deixando para segundo plano o autocuidado. “Em 1980, o fisioterapeuta Frances Philippe E. Souchard criou a técnica revolucionária denominada Reeducação Postural Global. Sua principal característica é cuidar do paciente de forma integral, diferentemente da fisioterapia tradicional, que tem a atenção voltada apenas à queixa imediata do paciente. Há estudos bem sucedidos com pacientes neurológicos, como o Parkinson, em que o RPG minimizou e retardou o processo de evolução da doença”, explicou o parlamentar.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.