Rio e São Paulo tem manifestações pela Democracia que unem torcidas organizadas e movimentos sociais. Brasília tem carreata pró Bolsonaro

maio 31, 2020 /

Um grupo de manifestantes pró-democracia, vestidos de pretos e usando máscaras, realiza um ato na tarde deste domingo (31), na Avenida Paulista, em São Paulo. Na Avenida Atlântica, no Rio, a manifestação teve a participação da torcida organizada do Flamengo e de grupos de estudantes.

Na Atlântica houve escaramuças e confrontos dos manifestantes pró-democracia e seguidores do presidente Jair Bolsonaro e a PM. Em Brasília, apoiadores de Bolsonaro promoveram uma carreata com ataques ao STF e à Imprensa. Bolsonaro, usando um  helicóptero, saiu do Palácio da Alvorada e, pela sétima vez consecutiva, participou pessoalmente de um ato em favor de seu governo.

Após passar aproximadamente meia hora cumprimentando os manifestantes que se aglomeravam na frente do Planalto, Bolsonaro montou em um cavalo da Polícia Militar. Deu uma volta na frente do Planalto, em direção aos manifestantes, e retornou ao comboio de veículos presidenciais, para em seguida deixar a manifestação.

Em São Paulo, os manifestantes ocupam a faixa sentido Consolação da via, na frente do Masp, e o vão livre do museu. Antes, fizeram uma caminhada, entoando gritos em defesa da democracia. A manifestação chegou à região da Avenida Paulista por volta das 12h. A Policia Militar acompanha o movimento.

A organização envolve grupos antifascistas ligados a torcidas organizadas de futebol, de Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos, em conjunto com movimentos sociais.

A maioria dos manifestantes, no Rio e em São Paulo, usa máscaras, mas há alguns sem proteção, numa aglomeração de pessoas que também contraria orientações de autoridades sanitárias para manter distanciamento social como medida de contenção ao avanço do novo coronavírus.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.