Queimados é vice-campeão dos Jogos da Baixada

setembro 23, 2019 /

O último fim de semana da 22ª edição dos Jogos da Baixada ficará marcado na história esportiva de Queimados. Graças aos resultados das disputas de natação e vôlei, a cidade protagonizou uma arrancada impressionante, saltando do 4º para o 2º lugar geral do torneio e terminando a competição como vice-campeã, atrás apenas de Nova Iguaçu. As competições do torneio, que reuniu 14 municípios, aconteceram no Sesc de São João de Meriti.

Desde as primeiras horas da manhã de sábado (21), quase 100 atletas queimadenses se dividiram entre a piscina e a quadra em busca do lugar mais alto do pódio. Com arquibancadas cheias e gritos de apoio, não demorou muito para que as vitórias começassem a acontecer, aumentando assim a expectativa por medalhas, que, na natação, se materializaram na forma de ouros na categoria sub-14 feminino e masculino e prata no sub-17 masculino. No fim, se concretizou também o primeiro lugar geral da modalidade.

No mesmo dia, a cidade também fez bonito no vôlei, garantindo ouro no sub-14 masculino e bronze no feminino sub-17. Já no domingo, foi a vez dos meninos do sub-17 levarem o ouro e as atletas do sub-14 feminino conquistarem a prata.

Presente durante as disputas, o Secretário Municipal de Esporte e Lazer de Queimados, Júlio Coimbra, celebrou os resultados e agradeceu a todos os envolvidos na campanha do vice-campeonato. “É um orgulho ver nossos jovens atletas em praticamente todos os pódios, é um trabalho diário que aparece durante competições. Parabenizo treinadores e atletas que se dedicaram para que Queimados estivesse entre os melhores municípios e agradeço ao Prefeito Carlos Vilela por nos dar autonomia para investir no esporte como meio de mudança de vidas”, declarou o gestor.

Supremacia dos ‘Golfinhos’

Praticante da modalidade há seis anos, Eduarda Bezerra (15) viveu momentos dramáticos logo na primeira prova. Ao disputar o nado peito individual, a adolescente sofreu uma lesão muscular na perna e precisou ser levada a um hospital. Depois de atendida e liberada, a atleta retornou à competição para disputar o revezamento medley, prova em que sua participação foi decisiva para a conquista do lugar mais alto do pódio.

“Eu senti o músculo estirar logo na minha prova de peito e achei que não ia conseguir mais nadar. Mas quando chegou a hora do revezamento, decidi ajudar minhas companheiras, que precisavam de mim para completar a equipe. Fiquei feliz por ajudar o time a pontuar e conseguirmos vencer”, contou a atleta, que foi carregada até o pódio para receber a medalha de ouro.

Outra campeã de Queimados na natação foi a pequena Karen Pujani (12). Com apenas 1,43m, a moradora do bairro Paraíso levou os espectadores à loucura com seu desempenho nos 50m livre. Ao sair da piscina, e adolescente não conteve as lágrimas pela vitória. “Eu tinha parado de nadar, não estava indo bem nas provas e estava quase desistindo da natação. Meu pai, minha mãe e minha irmã estão aqui, foi bom ouvir tanta gente torcendo por mim”, que também foi ouro no nado peito e no revezamento feminino.

Orgulhoso pelo bicampeonato da modalidade no torneio, o treinador dos Golfinhos da Baixada, André Pequeno, destacou a importância do título para a divulgação dos talentos existentes na região. “Isso tudo é fruto de muito trabalho que a gente tem feito com o intuito de destacar a Baixada Fluminense como um lugar de pessoas guerreiras, do esporte e empenhadas pela causa do bem”, declarou o técnico, que já havia comandado a equipe durante a campanha vitoriosa de 2017.

Os Jogos da Baixada mobilizam estudantes das redes pública e privada de ensino com idade até 17 anos. Divididos nas categorias sub-14 e sub-17, os jovens atletas competem em oito modalidades: atletismo, basquete, futebol, handebol, vôlei, natação, futsal e xadrez.

Foto: Thiago Loureiro/Divulgação

Aloma Carvalho