Queimados abre inscrições para 38 cursos gratuitos

julho 29, 2019 /

Quem precisa de capacitação para incrementar o currículo deve ficar atento: a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, abrirá 1371 vagas em oficinas e cursos profissionalizantes gratuitos no Centro de Artes e Esportes Unificados Planeta Futuro. Graças à iniciativa “Cultura em Ação”, o espaço já capacitou mais de 6 mil pessoas para o mercado de trabalho.

As oportunidades são para aulas de designer de unhas, designer de sobrancelhas, maquiagem, produção de penteado, corte e escova, barbeiro, padeiro, lancheiro, confeiteiro, fotografia, artesanato (comum e em feltro), informática, inglês, corte e costura, modelagem industrial, dança mix, ginástica, DJ, teatro infantil, desenho, dança de salão, violão/guitarra, contrabaixo, teclado, bateria, canto, clarinete, trombone, trompete, violino, violoncelo, saxofone, flauta doce e flauta transversa.

Curso de Cake Designer

Para se inscrever, basta ir à sede da SEMUCTUR – localizada na Rua Macaé, 430, São Roque – dias 30 e 31 de julho, a partir de 9h, com documentos de identidade, CPF, comprovante de residência (originais e cópias) e 1 kg de alimento não-perecível. As senhas serão distribuídas por ordem de chegada e o interessado poderá se inscrever em apenas um curso.

Curso de panificação

As novidades deste ano são os cursos de Auxiliar de Recursos Humanos (RH), Administração e Logística oferecidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem – SENAC em parceria com a gestão municipal. São 180 vagas e as inscrições acontecerão dia 2 de agosto. Para estas oportunidades, os interessados devem ter concluído o Ensino Fundamental e comparecer ao CEU Planeta Futuro portando os seguintes documentos: identidade, CPF e comprovante de escolaridade (originais e cópias), além de 1Kg de alimento não-perecível.

Certificado que gera renda

Na última quinta-feira (25), mais 400 certificados de conclusão foram entregues aos alunos dos cursos de confeiteiro, padeiro, lancheiro, corte e costura, corte e escova e produção de penteado. Uma das beneficiadas pelo projeto, a dona de casa Gilda da Silva (59) conta que sempre gostou da área de culinária e viu na oficina de padeiro uma oportunidade de aumentar a renda da família. “Sempre quis aprender a fazer pão e graças a esta iniciativa consegui. Me animei e vou continuar os módulos de confeiteiro e decoração de bolos (cake designer). Tem sido muito bom para minha autoestima, pois vamos envelhecendo e muita gente acha que não podemos mais fazer nada. Me renovei como profissional aqui”, contou a moradora do bairro Jardim Alzira.

Outro aluno que expandiu os horizontes profissionais graças ao curso foi Jhonatan Moura (29). Morador de Duque de Caxias, o jovem passou uma temporada na casa da mãe só para aproveitar a chance de se formar como padeiro. “Eu já tinha trabalhado como ajudante, mas queria a certificação para conseguir ter a carteira assinada. Já consegui trabalho e agora estou usando o dinheiro para comprar algumas máquinas e abrir minha própria padaria”, contou feliz o rapaz.

Aloma Carvalho