Projeto sobre comunicação movimenta rede municipal de ensino de Queimados

setembro 20, 2019 /

Correspondência, dança, cinema e até o som do violino. Estas foram algumas das ferramentas utilizadas pelos alunos da Creche Municipal Vereador Gilberto Peres de Oliveira (Gil do Glória), para abordar as diferentes formas da comunicação nesta quinta-feira (19). Com a presença de pais e responsáveis dos cerca de 150 estudantes da unidade, a culminância do projeto “Comunicar é a Arte de Educar para Conviver” foi um sucesso. Realizada pela Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Educação, a iniciativa tem sido trabalhada em todas as 30 escolas e três creches da rede.

Responsável por um dos momentos mais emocionantes do evento, a professora Danielle Portela utilizou seu conhecimento na arte de tocar violino para falar do papel da música na comunicação. “Pensei na melodia como mais uma forma de nos expressarmos, então, em uma aula comum, comecei a tocar e eles ficaram encantados e totalmente em silêncio. A maioria, se não todos, nunca tinham visto ou ouvido o som do violino. Foi muito gratificante e agora pretendemos mostrar esse trabalho para outras turmas até o fim do ano”, declarou a docente.

Moradora do bairro Santa Rosa, a aluna Maria Alice (3) era uma das mais animadas durante a performance musical de clássicos como “Borboletinha” e “Dona Aranha”. De acordo com a mãe da pequena, Rafaela Sodré (24), a presença dos pais nestes eventos é motivo de orgulho para os alunos. “Só tenho coisas boas a falar sobre a creche, pois desde que ela começou a frequentar as aulas, percebi um crescimento muito grande no desenvolvimento dela. A equipe de professores é muito paciente e carinhosa. Até a alimentação dela melhorou! Faço questão de vir para acompanhar e dar apoio a essas atividades”, contou a operadora de caixa.

Família e escola unidas em prol da educação

Para o Secretário da Pasta, Lenine Lemos, a iniciativa tem ajudado os alunos a se comunicarem melhor entre si, com os professores e até com a própria família. “Estamos estimulando nossas crianças a conversarem e entenderem a importância de estar em contato com outras pessoas. Tudo que o ser humano fez até hoje foi procurar meios de se comunicar e entender essa história pode ajudar até mesmo os alunos com maiores dificuldades a se encaixar socialmente”, disse o gestor.

Já a diretora da unidade, Teresinha Malaquias, contou que uma das ideias do projeto é estreitar os laços entre a escola e a comunidade. “É um dia de muita alegria para nós e também para os alunos, que ficam felizes de apresentar o que têm aprendido em sala de aula para suas famílias. Queremos convidá-las a participar ativamente delas sempre que possível. Por isso, temos também que destacar a importância do Conselho Escolar, que tem nos ajudado a melhorar essa convivência”, concluiu a educadora.

Aloma Carvalho