Projeto Segurança Presente em Belford Roxo

julho 31, 2019 /

O novo secretário de Segurança Pública e Mobilidade Urbana de Belford Roxo, João Sant’anna Junior, disse hoje (30) que pretende estreitar a relação do governo municipal com o comando do 39º da Polícia Militar. Capitão PM há 15 anos e à frente da secretaria há menos de um mês, ele quer implantar na cidade o Projeto Segurança Presente, que faz parte do Programa Estadual de Integração de Segurança (Proeis). Sua ideia é inserir uma nova política de segurança no município como forma de prevenção a violência.

“Vamos torcer para viabilizar a realização do projeto em Belford Roxo, já desenvolvido em alguns bairros do Rio de Janeiro e também prometido pelo governador Wilson Witzel para a Baixada Fluminense. Dessa maneira, policiais militares poderão ser contratados com ajuda da iniciativa privada para trabalhar no policiamento do município nos dias de folga”, destaca capitão Sant’anna.

Com apenas 33 anos de idade, nascido na Baixada Fluminense Sant’anna, que ultimamente estava lotado no 11º BPM de Nova Friburgo, carrega uma vasta experiência na carreira militar com passagem em quarteis da zona norte do Rio de Janeiro, UPP’s e cidades do norte e sul do Estado. No primeiro contato com o efetivo da guarda municipal (184 agentes), o novo secretário vibrou com o projeto Guarda Mirim, desenvolvido há dois anos no município. “É um projeto de uma valia extrema, que reflete conceitos importantes na formação dos jovens”, afirmou.

Durante seis meses meninos e meninas com idade entre 12 e 17 anos têm aulas práticas e teóricas, que acontecem em dois turnos (manhã e tarde). Eles participam de oficinas de informática básica, cidadania, ética, educação ambiental, defesa pessoal, ordem pública (princípios da hierarquia e disciplina), noções de rotinas administrativas (empreendedorismo), primeiros socorros, prevenção à dependência química, noções sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), inglês e passeios culturais. No próximo dia 16 será a aula inaugural da turma, marcada para às 18h no Polo Cederj, no Bairro São Bernardo.

Outro projeto elogiado pelo secretário de Segurança Pública, é o Guarda Presente nas Escolas, que consiste na prática de palestras para alunos sobre prevenção à dependência química e ao bullying. “A guarda municipal tem vários projetos interessantes de prevenção à droga e contra a violência. Vamos intensificá-los”, assegurou o secretário. A Guarda Municipal desenvolve ainda os projetos Patrulha Maria da Penha (Prevenção à violência contra a mulher), Ronda Escolar (Ações de patrulhamento escolar) e Travessia Segura (Controle e auxílio de alunos na via pública próximo às escolas).

Mais 2.892 viaturas no Rio

O governador Wilson Witzel participou, nesta quarta-feira (31), da entrega de 2.892 viaturas para as polícias Militar e Civil, no Monumento aos Pracinhas,no Aterro do Flamengo. Os veículos foram disponibilizados pelo Gabinete de Intervenção Federal (GIF) e serão distribuídos para as corporações até outubro.

– Estamos passando por uma grave crise financeira não só no estado do Rio de Janeiro, mas no Brasil. Então, cabe a nós usar bem aquilo que estamos recebendo. É com estes equipamentos que vamos continuar defendendo a liberdade das nossas famílias que querem sair à noite, se divertir e voltar para casa – afirmou o governador.

Entrega de viaturas para a PM e Polícia Civil

Responsável pelo comando da intervenção, iniciada em 2018, o general Walter Souza Braga Netto disse que o investimento em equipamentos contribui para melhorar a eficiência do trabalho policial.

– Deixamos um legado tangível e intangível que continua dando frutos. Ao realizar esta entrega simbólica, dentre tantas outras que já aconteceram e estão por vir, temos a sensação de missão cumprida. Estou seguro de que estes investimentos trarão o fôlego necessário para melhorar, ainda mais, a eficiência das polícias e implementar ações – ressaltou o ex-interventor.

A Secretaria de Polícia Militar recebeu 1.071 viaturas Toyota Corolla e 588 picapes. Já a Secretaria de Estado de Polícia Civil foi contemplada com 1.233 veículos Toyota Corolla. O investimento feito pelo governo federal foi de R$ 1,2 bilhão

Fotos: Philippe Lima/Divulgação

Aloma Carvalho