PRF flagra homens desviando medicamentos de hospital público em Nova Iguaçu; servidores serão exonerados

setembro 13, 2020 /

Ao serem abordados, eles se apresentaram como servidores públicos municipais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na noite deste sábado (12), dois homens desviando medicamentos que abasteceriam um hospital público. O flagrante aconteceu em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Policiais faziam ronda na altura do km 181 da Via Dutra (BR-116), quando viram dois homens realizando transbordo de mercadorias dentro de um posto de combustíveis.

Durante a abordagem, a dupla se identificou como servidores públicos municipais e apresentaram uma guia de remessa para o  hospital, mas não souberam explicar o motivo de estarem ali parados.

Ao todo, foram apreendidos 435 antibióticos que estavam acondicionados em 33 caixas.

Os suspeitos poderão responder na justiça por peculato, que é crime cometido por funcionário público que desvia dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel de que tem a posse em razão do cargo. Eles podem pegar de dois a doze anos de reclusão, e multa.

A ocorrência foi encaminhada para a 52º DP (Nova Iguaçu).

 

Em nota, o anúncio da exoneração dos servidores

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Iguaçu divulgou nota sobre a prisão dos dois servidores, mas eles não tiveram os nomes revelados. Eis a nota:

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) da Prefeitura de Nova Iguaçu vai exonerar os funcionários  envolvidos no desvio de 33 caixas de antibióticos do Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI). Eles foram presos em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal neste sábado (12). 
A SEMUS abriu sindicância interna e se colocou à disposição das autoridades para contribuir com as investigações e averiguar se há envolvimento de outras pessoas no caso.

 

fotos: PRF/Divulgação

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.