Presidente da ALERJ ouve demandas dos servidores estaduais

fevereiro 13, 2020 /

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano (PT), recebeu representantes de sindicatos dos servidores públicos do estado nesta quarta-feira (12/02), no Palácio Tiradentes. No encontro, foi discutida a derrubada dos vetos de duas leis que garantem a inclusão do direito à reposição salarial da categoria. Ceciliano disse que vai se reunir com representantes da Casa Civil do governo para discutir a questão dos reajustes e a possibilidade, ao menos, de correções pela inflação. Ele sinalizou também que pretende colocar o tema em pauta até a segunda quinzena de março.

José Carlos Arruda, diretor do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Rio de Janeiro (Sindjustiça), participou do encontro e afirmou que a derrubada dos vetos das duas leis, aprovadas pela Alerj, é fundamental para a vida de milhares de servidores. “São cerca de três anos que estamos sujeitos ao Regime de Recuperação Fiscal, trazendo prejuízo aos servidores, aposentados e pensionistas. Hoje, somos quase 50 sindicatos. Queremos que os vetos sejam derrubados e vamos procurar o governo para que o Regime não continue inviabilizando a recuperação inflacionária. Temos que rever a inflação desse período; há muitas pessoas passando por dificuldades financeiras”, afirmou Arruda.

O líder do governo, deputado Márcio Pacheco (PSC), disse que vai encaminhar um documento à Casa Civil, juntamente com o presidente da Comissão dos Servidores Públicos da Alerj, deputado Bruno Dauaire (PRP), para tentar uma negociação sobre a demanda da classe. “Deveria haver uma medida autorizativa e não ter sido apontada, como foi, na Lei Orçamentária Anual (LOA). Mas não nos impede que seja aberta uma discussão”, afirmou Pacheco.

Também participaram da reunião o deputado Flávio Serafini (PSOL), Giovani Ratinho (PTC), Bruno Dauaire (PRP) e Waldeck Carneiro (PT).

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.