Presidente da Alerj anuncia Centro de Controle e Monitoramento para cidades da Baixada combaterem a violência

junho 28, 2019 /

O presidente da Alerj, André Ceciliano, do PT, anunciou hoje ( 27/06) , em Nova Iguaçu, que a parceria da Assembléia Legislativa do Rio com o governo estadual vai beneficiar 13 cidades da Baixada Fluminense com a instalação de um Centro de Controle e Monitoramento que dará informações em tempo real sobre ações criminosas na região, o que permitirá o bloqueio imediato , por exemplo, da Via Dutra para identificação ( facial, inclusive) e prisão de bandidos. O deputado ouviu relatos de empresários assustados com o recrudescimento da violência na regiuão, roubo de cargas e ação de traficantes com armas de guerra.

Ao falar sobre a parceria do parlamento com o estado durante encontro com lideranças empresariais na representação da Firjan na Baixada, Ceciliano criticou a criminalização dos incentivos fiscais e informou que na proxima semana colocará em votação uma proposta de incentivos  para os setores de carne e de jóias, os mais prejudicados com o fim das isenções. Ele disse que está preocupado  com a possibilidade de um colapso nos transportes públicos pelo fato de prefeituras e o governo estadual não enfrentarem a realidade econômica de várias empresas .

Ceciliano defendeu a inclusão de todos os servidores na reforma da Previdência e não só os militares e cobrou do presidente Jair  Bolsonaro seu engajamento no debate da reforma. Ele pediu também apoio dos prefeitos fluminenses na educação infantil e disse que este ano a Alerj economizará R$ 400 milhões, recursos que serão utilizados para contratação de 3,5 mil policiais militares, carros blindados, armamento e no programa Segurança Presente em várias cidades da Região Metropolitana.

A Alerj será parceira, ainda, em projetos no setor de saúde pública. O presidente da representação da Firjan em Nova Iguaçu, Carlos Erane, destacou que foi a primera vez, há 20 anos, que um presidente da Alerj discutiu com lideranças empresariais da Baixada a crise econômica e se colocou à disposição da entidade para ajudar na superação de dificulades. A empresária Sílvia Coelho, das indústrias Granfino,  e Jorge Miguel, Delegado do Conselho Regional de Contabilidadet, também prestigiaram o evento. A Coordenadora Jurídica e Tributária da Firjan, Priscila Sakalem, mostrou a Ceciliano a perda econômica do Estado do Rio de Janeiro com a criminalização de incentivos fiscais e defendeu a “guerra fiscal” como instrumento de atração de novas empresas para ajudar a economia fluminense a se recuperar.

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.