Pianista mirim de Belford Roxo é destaque em programa de televisão

março 21, 2019 /

Ao invés de brinquedos, um piano. O instrumento tem lugar de destaque na sala da família de Isaque Alves da Silva, de 11 anos, morador do bairro Heliópolis, em Belford Roxo. O menino vem ganhando popularidade desde que participou do programa de televisão “Talento Infantil”, no SBT, onde tocou piano ao lado do apresentador Silvio Santos.

A criança chegou ao SBT através de uma inscrição feita pelo pai, Marcos da Silva, de 45 anos. Ele gravou um vídeo e enviou para a emissora. “A primeira vez que fiz a inscrição nós não tivemos resposta. Na segunda, três meses depois, a produção do programa entrou em contato e bancou a viagem da nossa família para São Paulo. Ele ganhou o prêmio máximo e o próprio Silvio Santos disse que queria ele participando de outro programa, o Teleton. Mal podíamos acreditar que aquilo estava acontecendo com o nosso filho”, disse Marcos, que trabalha como cozinheiro e vive na cidade de Belford Roxo desde que nasceu.

Isaque recebe o carinho e a atenção da irmã Brenda, da mãe Solange e do pai Marcos

Isaque mostrou sua vocação aos nove anos, quando pediu para tocar o teclado do pai. Achando que era apenas uma brincadeira de criança, Isaque surpreendeu toda a família. “Ele tocou “Charios of Fire” (tema do filme Carruagens de Fogo) de forma impecável. Tirou a música de ouvido sem eu nunca ter ensinado nenhuma nota. Depois disso, levei o Isaque até uma escola de música aqui em Belford Roxo. O professor ao vê-lo tocar nos disse que ele seria um grande pianista. Em três meses o menino já tocava repertório clássico de Bach, Mozart”, conta Marcos com orgulho.

Com dificuldades financeiras para seguir na escola de piano, as aulas particulares foram interrompidas. Mas com a ajuda da internet, vídeos do menino foram publicados na rede e uma professora de São Paulo se ofereceu para dar aulas de graça. Só que mais uma vez, a falta de recursos inviabilizou a oferta. Persistente, Isaque participou de um concurso nacional da Escola de Música Villa-Lobos, em 2017, conquistando o segundo lugar em uma competição com mais de 180 inscritos. A partir deste concurso, a professora Patrícia Mol, de Copacabana, entrou em contato com a família para dar aulas de graça para Isaque. Ela o preparou para o concurso da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e mais uma vez o seu talento foi reconhecido.

Fã de Chopin e de Zequinha de Abreu

A família segue lutando para que o menino siga com seu sonho. “Quero ser pianista, viver da música e viajar o mundo todo. Meu sonho é tocar um dia com o pianista chinês Lang Lang. Sou um grande fã dele. Aqui no Brasil, gosto muito do Zequinha de Abreu (1880-1935). E hoje o que eu mais gosto de tocar é Chopin”, conta o menino que pesquisa tudo sobe a vida do pianista polonês-francês.

Toda a família apoia o sonho de Isaque e espera que seu talento dê frutos. “Apesar das bolsas, com as aulas da UFRJ na Lapa e em Copacabana, nós gastamos muito com transporte e alimentação. Pegamos ônibus e metrô. Mas eu sei que esse é o futuro do meu filho. Lutamos todos os dias para que ele siga. Eu sinto que vai chegar uma hora que ele vai explodir e poderá realizar todos os seus sonhos. Ele nasceu com esse dom. Meu filho é um privilegiado”, diz emocionada a mãe, Solange Alves, de 46 anos, que trabalha como cuidadora de crianças.

Os sonhos de Isaque não param. O piano de armário acabou de ser adquirido através de uma vaquinha virtual e com a ajuda de membros da igreja Assembleia de Deus de Areia Branca, que a família frequenta. Mas agora, ele já quer um piano de cauda. O curso na UFRJ terá duração de 11 anos, sendo os quatro primeiros de formação básica, três de intermediária e os últimos quatro anos são de formação geral. “Gosto muito de futebol como os meninos da minha idade, mas sei que não serei profissional no esporte. Meu futuro é na música”, conclui Isaque, que se divide entre as aulas do 6º ano do Ensino Fundamental, as aulas de piano e as brincadeiras de criança.

Aloma Carvalho