Pedalada e arraiá no Horto Municipal encerram Semana do Meio Ambiente em Queimados

junho 10, 2019 /

Celebrado em todo o mundo desde 1972, o Dia do Meio Ambiente teve uma semana cheia de atividades comemorativas em Queimados. E para encerrar a programação, a Prefeitura – por meio das Secretarias Municipais de Ambiente e Defesa dos Animais, Educação, Cultura e Esporte e Lazer – promoveu um encontro com oficinas de bicicletas, pedalada de conscientização e até um arraiá no Horto Municipal. O evento, realizado no último sábado, teve início às 13h na Vila Olímpica e contou com palestras como “Aprendendo a ensinar andar de bicicleta” e “Como um ciclista deve andar na via urbana” para destacar a importância do meio de transporte para um sociedade mais sustentável e segura.

Graças à parceria com instrutores da rede de ciclistas Bike Anjo e com um entusiasta das bicicletas na cidade, Carlos Green Bike, o encontro atraiu participantes de todas as idades para aprender a andar de bicicleta de forma mais fácil. Um deles foi a servidora pública Geisa Torres (37), que afirmou ter tido um dia de muita realização pessoal por finalmente conseguir pedalar.

“Eu realmente tinha uma lacuna na minha vida por não saber andar de bicicleta e vim aqui hoje sem acreditar que conseguiria fazer isso (andar de bicicleta) no mesmo dia. Mas, graças à paciência e técnicas de passo a passo do professor dessa oficina, eu consegui aprender em quarenta minutos de aula. Estou satisfeita com a minha vitória e já planejo comprar uma bicicleta para continuar treinando bastante”, destacou a moradora do bairro Fanchem.

Na oportunidade, pessoas com deficiência visual e dificuldade de locomoção também puderam participar das atividades com aparelhos adaptados às suas necessidades. Ao final do dia, o grupo se reuniu e pedalou pela cidade em direção ao Horto Municipal Luiz Gonzaga de Macedo, onde uma festa junina com barraquinhas e comidas típicas acontecia.

Perguntado sobre a importância da do uso das bicicletas para a natureza, o ambientalista Carlos Green Bike foi categórico. “A bicicleta é muito mais poderosa do que a maioria pensa e é necessário que seja valorizada como meio de transporte econômico, saudável, sustentável (não poluente e não gasta combustíveis não-renováveis) e potencial fonte de renda, dentre outros benefícios. Reconhecida a importância da bicicleta, esperamos o respeito e lutamos pelo direito à segurança no trânsito”, afirmou.

Aloma Carvalho