Operação Lei Seca participa de campanha do Hemorio

fevereiro 27, 2019 /

A Operação Lei Seca aderiu à campanha do Hemorio para doação de sangue neste Carnaval. Agentes da operação estiveram no hemocentro nesta terça-feira (26) para participar da ação Vista a Fantasia da Solidariedade e efetivar a parceria entre os órgãos.

A coordenadora da Lei Seca, delegada Verônica Oliveira, explica que a operação apoia toda e qualquer causa que vise salvar vidas.

– Quando você tem esse ato solidário de doar sangue, você salva vidas. E este também é o objetivo da Operação Lei Seca, que está nas ruas todos os dias, educando e fiscalizando a população com a mesma finalidade: salvar vidas – ressaltou a delegada.

Segundo o Hemorio, com uma doação de sangue, é possível salvar até quatro pessoas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes, como hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas e plasma.

Para o diretor-geral do Hemorio, Luiz Amorim, a parceria com a Lei Seca é muito importante.

– A Lei Seca trouxe ganhos muito grandes, como a redução de acidentes de trânsito, e isso contribui com o Hemorio, pois diminui a demanda por sangue. A doação no Brasil, infelizmente, ainda não atinge os patamares recomendados pela Organização Mundial de Saúde. Nós estamos abaixo de 2% da população doando sangue, precisávamos estar acima deste percentual. Então, se a gente consumir menos vai ser muito melhor. A Lei Seca contribui para isso, na medida em que atua para a redução de acidentes – afirmou Luiz Amorim.

Rodrigo Nader, subcoordenador de Educação da Operação Lei Seca, esteve no Hemorio para participar da ação.

– Me sinto muito feliz por estar colaborando com uma causa tão nobre, que é doar sangue, e por estar complementando essa parceria da Lei seca com o Hemorio para salvar vidas – contou Nader.

Para doar sangue, a pessoa precisa ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar mais de 50 quilos e estar em boas condições de saúde. É preciso também levar um documento original, com foto recente, que permita a identificação do doador.

Aloma Carvalho