Nova Iguaçu vive a emoção da premiação do 5º Festival Interescolar de Teatro na Casa de Cultura

julho 21, 2019 /

 

A festa lembrou a premiação do Oscar,o principal prêmio do cinema mundial,  com direito até mesmo a tapete vermelho no espaço dedicado aos atores e atrizes que, pela quinta vez consecutiva, partipararam hoje, na Casa de Cultura, em Nova Iguaçu,  do 5º Festival Interescolar de Teatro (FIT), um projeto desenvolvido em diversas escolas privadas das cidades da Baixada Fluminense pelo Grupo Brincando no Palco . Não faltou a emoção da vitória nos agradecimentos pelas conquistas. Alguns dos que subiram ao palco para recber medalhas e outros prêmios não conseguiram segurar as lágrimas. Na platéia, amigos, a turma da escola, pais, avós, a família, todos com sua própria  torcida organizada. Ao final da apresentação de cinco peças, o júri técnico e o júri popular escolheram os vencedores. A saber:  Uma Aventura na Gamelândia ( CEPAENI/ OFICINA DO FAZER))  recebeu o prêmio de Melhor Indumentária; A Troca ( CIEM/ALGODÃODOCE)  conquistou o primeiro lugar como melhor apresentação do FIT 2019.  O primeiro lugar como apresentadora foi para Maria Clara  Montano Bollman por sua atuação  em A Troca. Alunos da Uniabeu de Nilópolis, do colégios Padrão  e  Gotinha Encantada,  ambos de Mesquita, também foram premiados.

 

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.