MPRJ denuncia Marcinho Bombeiro como mandante de homicídio

setembro 6, 2019 /

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), em conjunto com a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense ( DHBF), denunciou, junto ao Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Belford Roxo, o presidente da Câmara Municipal de Belford Roxo, o vereador Marcio Cardoso Pagniez, conhecido como ‘Marcinho Bombeiro’, e os irmãos Arilson Lopes de Amorim, Dalton Luís Lopes de Amorim e Mauricio Lopes de Amorim pelos crimes de duplo homicídio, e duas tentativas, ocorridos dia 14 de abril de 2017, em Belford Roxo.

Eles são apontados como milicianos atuantes no bairro Andrade de Araújo. Segundo a denúncia, o grupo criminoso é conhecido como “Tropa do Marcinho”ve age com extrema violência na localidade, ostentando armas de fogo de grosso calibre.

De acordo com as investigações, as vítimas estavam em uma residência na qual, supostamente, estaria ocorrendo consumo de drogas. Em razão disso, “Marcinho Bombeiro” teria ordenado o grupo que as executassem. Os crimes foram cometidos por motivo torpe e sem chance de defesa.

A decisão judicial determina ainda que o o vereador denunciado não se aproxime das testemunhas, familiares das vítimas e vítimas sobreviventes.

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão na Câmara Municipal de Belford Roxo e nos endereços de quatro denunciado. Ass investigações foram realizadas pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

Aloma Carvalho