Mesquita avança e assume a liderança do Programa Cidades Empreendedoras

agosto 7, 2019 / Sem categoria

Mesquita conseguiu se destacar no Programa Cidades Empreendedoras devido a sua atuação através de medidas para desburocratização e apoio aos agentes de desenvolvimento.

Com a realização do diagnóstico, o prefeito Jorge Miranda ressaltou a importância do Cidades Empreendedoras e disse que sua equipe atuará mais fortemente sobre os temas compras públicas e agricultura familiar, com a capacitação de fornecedores locais. “Queremos potencializar os eixos de atuação e identificar pontos que ainda temos que melhorar.”

Ao concordar com Miranda, o coordenador do Sebrae na Baixada Fluminense I, Willians Baptista, ressalta que o município terá a oportunidade de trabalhar outras temáticas e potencializará políticas públicas em favor do empreendedor local, incluindo o agricultor familiar. “O município avançará significativamente neste sentido”.

Nos últimos dois anos, Mesquita realizou um conjunto de ações para a melhoria do ambiente de negócios, avançando na redução de 90% das taxas cobradas para as empresas se formalizarem e extinguiu a taxa de fiscalização e de funcionamento”, relata a analista do Sebrae Rio Juliana Lohmann.

A prefeitura de Mesquita vem promovendo uma série de realizações focadas no desenvolvimento econômico da cidade. Entre elas a instituição do Plano Municipal de Desenvolvimento de Pequenos Negócios (decreto nº 2.540, 24/7/2019) para fomentar políticas públicas voltadas para microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais no município.

Programa Cidades Empreendedoras – Em formato de game, o Cidades Empreendedoras incentiva a saudável competição entre os municípios que concorrem em tempo real e são classificados pelo seu desempenho. Todas as informações, painéis e relatórios estão disponíveis em uma ferramenta virtual, aberta ao público e/ou qualquer interessado para consulta (http://www.cidadesempreendedoras.com/). O objetivo é engajar a gestão pública e lideranças locais para que sejam criadas e implementadas políticas públicas voltadas para as micro e pequenas empresas, melhorando o ambiente empresarial destas regiões.

Até o momento já foram contemplados com o programa os seguintes municípios: Angra dos Reis, Araruama, Duque de Caxias, Itaperuna, Macaé, Niterói, Nova Iguaçu, Nova Friburgo, Petrópolis, Três Rios, Volta Redonda, Queimados, Paraty, São José do Vale do Rio Preto, São João da Barra, Saquarema, Paty do Alferes, Resende, Bom Jardim e Bom Jesus do Itabapoana. Onze municípios em 2017 e mais nove em 2018. A expectativa é que, no ciclo de 2019, mais 11 municípios participem do programa.

Aloma Carvalho