Max Lemos homologa hoje, no IBC, sua candidatura a prefeito de Nova Iguaçu pelo PSDB

setembro 16, 2020 /

 

 

O PSDB de Nova Iguaçu e os partidos coligados (Podemos, DC, PC do B, PTB e PTC) realizam hoje (16/09), às 18h, no Iguaçu Basquete Clube (IBC), a convenção que vai homologar a candidatura de Max Lemos (PSDB) e Anderson Santos (Podemos) a prefeito e vice, respectivamente. É o último grupo político a se reunir em convenção no prazo final que acaba hoje pelo calendário do Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ) .

Com Max na disputa, aproximadamente meio milhão de eleitores da cidade aptos a votarem nas eleições deste ano terão a opção de escolher o próximo  prefeito  entre nove nomes. É o maior número de candidatos à prefeitura da história do município. Rogério Lisboa, o burgomestre atual, vai disputar a reeleição.

Os nove candidatos já submetidos à convenção partidária estão em pré campanha desde o ano passado, nos bairros e , por causa da pandemia, nas redes sociais. Eles fazem lives  diariamente com a participação de eleitores e de cabos eleitorais. O que está em jogo, nesta eleição, é a conquista da principal cidade da Baixada, ao lado de Duque de Caxias, e sua influência nos municípios vizinhos, além, é claro, de um orçamento que já ultrapassa R$ 1,5 bilhão. Os eleitores terão que votar, ainda, para vereador. São 11 as cadeiras em disputa, o que tornará a disputa or uma vaga na futura Câmara uma batalha de sola de sapato na conquista de eleitores nesta campanha.

Os candidatos definidos até aqui pelos partidos são: Rogério Lisboa (PP, DEM-MDB, PV, PL, entre outros) Sebastião Berriel ( PT) ,  Delegado Carlos Augusto ( PSD), Professora Leci Carvalho ( PSOL), Rosangela Gomes ( Republicanos), Marcelo Lajes ( PRTB), Dr. Letinho ( PSC), Luiz Novaes ( PSB) e agora o deputado estadual  Max Lemos . Não se sabe, ainda, o destino da advogada e professora Raquel Stakiaky.

A bolsonarista Raquel era pré candidata do PSL mas  perdeu para  a deputada federal Rosangela Gomes o apoio de lideranças de Nova Iguaçu que estavam agrupadas no Aliança pelo Brasil, o partido que Jair Bolsonaro quer criar. Como o TSE não permitiu que o novo partido participe do processo eleitoral deste ano, o clã da família Bolsonaro se filiou no Rio ao Republicanos, o que criou problemas para Stasiaky construir a candidatura no PSL.

Por último, não se  sabe, ainda, se Carlão do PSTU será, mais uma vez, candidato a prefeito de Nova Iguaçu. Ele tem por hábito tomar decisões no apagar das luzes.

 

Foto: Divulgação

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.