Luiz Novaes, 80 anos, é candidato a prefeito de Nova Iguaçu pelo PSB

setembro 14, 2020 /

 

Se o eleitor votar na experiência nas eleições deste ano, o candidato Luiz Novaes tem chance de administrar a cidade de Nova Iguaçu. Aos 80 anos, 70 deles morando na mesma casa, no bairro São Francisco de Paula, na região do KM 32, Luiz Novaes teve o seu nome homologado pelos convencionais do Partido Socialista Brasileiro ( PSB) como candidato a prefeito da cidade que o conhece há décadas como homem público.

Deputado estadual , pelo PDT, por dois mandatos e presidente da Companhia de Desenvolvimento de Nova Iguaçu (Codeni) nas décadas de 80 e 90 do século passado, durante a gestão do então prefeito Aluísio Gama, é a primeira vez que Novaes disputará uma eleição para prefeito de Nova Iguaçu.

Novaes e seu vice, o professor George Baptista

Dois de seus filhos já foram vereadores na cidade que ele agora quer comandar: Luiz Henrique ( morto a tiros no exercício do mandato)  e  Alexandre Novaes. Luis Novaes  afirma que está “inteirinho” para disputar a eleição nas ruas e nas redes sociais e que é o único candidato ao cargo que vive na periferia de Nova Iguaçu. A seu favor, além da experiência, Novaes tem a vantagem de fazer política na área dos eleitores da 84ª Zona Eleitoral, com 114 mil eleitores. Suas prioridades estão definidas: segurança pública,saneamento, saúde e educação.

A convenção do PSB foi realizada no último sábado(12/09) e decidiu também que o vice de Novaes será o professor de História George Baptista, morador da Posse. O PSB homologou também uma nominata com 17 candidatos à Câmara de Vereadores.

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.