Isabella, 14 anos, a bailarina meiga e doce de Heliópolis, precisa de patrocínio para brilhar no Festival Internacional de Dança de Joinville

julho 1, 2019 /

O talento de Isabella para a dança se revelou aos 6 anos de idade e foi descoberto quando ela,  menina ainda,  entrou para a turma de  ballet clássico do Instituto de Educação Santo Antônio, a mesma escola onde faz o 9º ano do Ensino Fundamental, em Nova Iguaçu. Diante do brilho de Isabella às segundas e quartas feiras, em pouco tempo os pais  ( Gelson Ferreira Lopes e Luisa da Conceição Alves da Silva Lopes) da menina meiga e doce permitiram à professora que ela fizesse aulas na sexta-feira também.

Passado mais um tempo a professora pediu que Isabela fosse às aulas de jazz, na terça e quinta-feira. Desde então ela passou a fazer aulas de dança a semana inteira. Começava então uma ascensão  meteórica que levou a garota de Heliópolis ( Belford Roxo, Baixada Fluminense) a participar, com sucesso, de festivais de dança.

Isabela sempre encantou nos palcos, colecionando troféus, medalhas e certificados. Alguns desses estão enfeitando o aparador da sala da residência da família. Filhas de pais pobres mas trabalhadores, ela sonha ser bailarina e atriz.

Ela fará 15 anos em dezembro próximo. E foi com a dedicação e apoio de seus pais, professores e amigos que ela comemorou a classificação para a mostra competitiva do Festival Internacional de Dança de Joinvile  , de 16 a 27 de julho deste ano , o mais importante da América Latina, sonho de muitos bailarinos e até mesmo profissionais de dança.

Ela está preparada para alcançar e conquistar este ano muitos desafios. Isabella e suas amigas da Escola de Dança Rodrigues Hermida ( funciona no Iesa e  é referência em Nova Iguaçu e na Baixada) precisam de patrocínio.  Detalhe importante: o solo que classificou Isabella  para Joinville é criação da coreógrafa Ariana Souto.

texto: Paulo Cezar Pereira

fotos do album da família de Isabella

 

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.