Governo estadual lança programa Rumo ao Rio

março 22, 2019 /

 

 Iniciativa apoia e estimula a captação de eventos no estado

O governador Wilson Witzel e o secretário de Turismo, Otavio Leite, participaram, nesta quinta-feira (21/3), do lançamento do programa Rumo ao Rio.  A iniciativa tem o objetivo de expandir o mercado de eventos dos 92 municípios fluminenses por meio do apoio oficial do Governo do Estado a eventos captados para o Rio de Janeiro. Na ocasião, o governador assinou o decreto que dispõe sobre o programa.

– Temos que mostrar a grandiosidade do Rio de Janeiro, as nossas praias, os nossos locais serranos. É preciso ter consciência de que investir no turismo é fundamental. Estou muito feliz de poder assinar hoje este avanço gigantesco em termos de captação de eventos, que é o programa Rumo ao Rio, desenvolvido pela Secretaria de Turismo – disse o governador.

 

O Governo do Estado vai emitir uma Declaração de Apoio Oficial do Governador. O documento facilitará, por exemplo, o acesso à infraestrutura de serviços públicos, sob a gerência do governo estadual.  O certificado poderá ser solicitado de forma simples e ágil através de preenchimento de formulário disponibilizado no site da Secretaria de Turismo: www.rj.gov.br/web/setur. O prazo para a resposta é de até sete dias úteis.

– Este é um evidente e explícito compromisso público de que queremos que cada vez mais eventos venham para o Rio e que os turistas sejam bem recepcionados  – afirmou o secretário de Turismo, Otavio Leite.

No evento de lançamento, também foi assinado pelo governador o decreto que concede diferimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). A mudança integra as iniciativas com o objetivo de apoiar e estimular a captação de eventos no Estado do Rio de Janeiro.

– Estamos dando hoje dois passos importantes no setor de eventos.  São medidas que vão destravar alguns nós, para que possamos estimular este setor de forma concreta. Havia uma incidência tributária absolutamente injusta que se praticava contra os organizadores de feiras e expositores, porque se exigia o pagamento prévio das mercadorias que eram expostas, mesmo sem a certeza sobre a efetiva venda do produto. Esta mecânica tributária ofensiva à captação de eventos, neste momento, está sendo rompida. O expositor passará a pagar o tributo apenas sobre o que for vendido – explicou o secretário.

Mercado aquecido

O mercado de eventos no Rio de Janeiro está cada vez mais aquecido. Dados do Rio Convention & Visitors Bureau revelam que em 2018 mais de 1,2 milhão de pessoas passaram pela cidade em função de eventos. Foram 275 feiras, congressos e convenções, sendo 183 nacionais, 58 internacionais e 34 regionais. A pesquisa também aponta que 35% eram voltados para a área médica e 12%, para negócios.

Em relação à localização, 41% dos eventos tiveram como sede a Zona Oeste, com destaque para a Barra da Tijuca, que concentrou 108. Outros 35% foram realizados no Centro ou na Zona Norte, e, 19% na Zona Sul, com destaque para Copacabana, com 18.

Foto: Paulo Vitor

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.