Governo começa a receber propostas para permissão de uso do Complexo Maracanã

março 29, 2019 /

Após a Comissão Consultiva Estádio Jornalista Mário Filho – Maracanã concluir o estudo e o parecer que embasaram o novo modelo de exploração do Complexo Maracanã, o Governo do Rio de Janeiro vai começar a receber propostas de clubes e empresas interessadas em celebrar a permissão de uso dos equipamentos esportivos, tendo como objeto a gestão do Maracanã e do Maracanãzinho.

As propostas poderão ser protocoladas até o dia 4 de abril, ao meio-dia, e o resultado será divulgado no dia 5 de abril até as 17h.

A permissão de uso terá duração inicial de 180 dias. Durante esse período, os custos relativos à gestão do Complexo Maracanã serão de responsabilidade da futura permissionária.

– Agora que a Comissão Consultiva definiu as condições da permissão de uso a ser adotada, comunicamos oficialmente aos clubes e empresas interessadas em assumir a gestão dos equipamentos que estamos recebendo as sugestões para administração do Complexo Maracanã. Será escolhida a proposta que atenda melhor os torcedores, o Estado e os clubes – explica Ana Beatriz Leal, subsecretária geral da Secretaria de Estado da Casa Civil e Governança e presidente da comissão.

Além disso, o governo vai instituir um Comitê de Gestão e Operação, que vai acompanhar e compor um grupo de vistoria prévia e de recebimento do Maracanã e Maracanãzinho, para início da permissão de uso. A permissionária vai assumir os equipamentos no dia 19 de abril.

– O Comitê de Gestão e Operação vai atuar cooperativamente com a permissionária em prol de uma gestão mais eficiente, que atenda, principalmente, ao interesse público e ao fortalecimento do futebol carioca. Para isso, nos dedicamos ao máximo para desenhar a permissão de uso. Com a nova gestão a ser implementada, o Governo do Estado está desenvolvendo um novo capítulo na história do Complexo Maracanã que, por ser o estádio de maior importância internacional, merece ser tratado com respeito – diz o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Felipe Bornier.

Aloma Carvalho