Fluminense, que não vencia há sete jogos na competição, sai da Z4 no Brasileiro com vitória de 2×1 sobre o Internacional. Santos mantém a ponta com goleada sobre o Goiás : 6 x 1

agosto 4, 2019 /

       Depois de sete jogos de jejum, em meio de uma crise, o Fluminense voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Na noite de ontem ( 03/08), no Maracanã, o Tricolor derrotou o Internacional por 2 a 1, saindo momentaneamente da zona de rebaixamento.

Com o resultado, o Fluminense chegou a 12 pontos, na 16ª posição. O Internacional, por sua vez, ficou com 20 pontos, na sexta colocação. Pelo Campeonato Brasileiro, o Tricolor volta a campo no próximo sábado, quando visita o Atlético-MG.

          O Colorado, por outro lado, recebe no dia seguinte o Corinthians. Antes, apenas os gaúchos jogam: na quarta-feira, visitam o Cruzeiro pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil.

          PAROU NA TRAVE!

         O Fluminense, necessitando da vitória para sair, por ora, da zona de rebaixamento, pressionou o Internacional desde o minuto inicial. E a primeira chance quase resultou em um gol.

          Aos 12, Pedro acertou a trave depois de Igor Julião roubar a bola, dando bela assistência. Três minutos após, foi Ganso quem levou perigo ao goleiro Marcelo Lomba.

         O Colorado acordou na metade do primeiro tempo, quando Bruno Fuchs obrigou Muriel a fazer grande defesa, além de Tréllez perto dos acréscimos, mas o jogo, morno até então, acabou indo para o intervalo sem gols.

        SEMPRE ELE

Na volta para o segundo tempo, o Fluminense manteve o ritmo, e conseguiu ir um pouco além, já que o Internacional, com um time alternativo em campo, não estava com um bom entrosamento.

Isto fez com que não demorasse muito para os comandados de Fernando Diniz abrirem o marcador. E por meio de Yony González – sempre resolvendo, por sinal.

Aos 12 minutos, Caio Henrique achou o colombiano, que chegou sem marcação para colocar o 1 a 0 a favor do Tricolor – fazendo jus ao merecimento pelo que vinha sendo apresentado em campo.

AZAR DE UM, SORTE DE OUTRO

Após abrir o placar, o Fluminense não pisou no freio, buscando ampliar para não passar sufoco no fim. Aos 14, Marcos Paulo criou boa chance, assim como Yony González no lance seguinte.

Até que aos 22, para azar do Internacional e sorte do Tricolor, o 2 a 0 saiu por meio de um gol contra. Depois de grande jogada de Pedro, Ganso recebe, a bola desviou em Bruno Fuchs, acertou em Natanael, enganando Lomba.

Já no acréscimo, aos 46, Edenílson descontou para o Colorado, mas não deu tempo para mais nada. Vitória do Fluminense por 2 a 1 e festa para os tricolores no estádio.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 X 1 INTERNACIONAL

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data/hora: 3/8/2019, às 19h (de Brasília)

Público/renda: 15.239 pagantes/16.485 presentes/R$ 395.355,00

Cartões amarelos: Ganso (FLU) e Nonato, Edenílson (INT)

GOLS: Yony González 12’/2ºT (1-0), Natanael contra 22’/2ºT (2-0) e Edenílson 46’/2ºT (2-1)

FLUMINENSE: Muriel, Igor Julião, Digão, Nino e Caio Henrique; Allan (Airton 31’/2ºT), Daniel (Wellington Nem 38’/2ºT) e Ganso; Marcos Paulo (Nenê 17’/2ºT), Yony González e Pedro. Técnico:Fernando Diniz.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba, Zeca, Bruno Fuchs, Klaus e Natanael; Rithely, Nonato (Edenílson 35’/2ºT), José Gabriel (D’Alessandro intervalo), Wellington Silva e Rafael Sobis; Tréllez (William Pottker 21’/2ºT). Técnico: Odair Hellmann.

Santos atropela o Goiás na Vila Belmiro: 6 x 1 

 

O Santos acordou com pique de líder e atropelou o Goiás por 6 a 1 em jogo disputado na manhã de hoje (4), na Vila Belmiro, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Peixe abriu para cinco pontos sua vantagem em relação ao vice-líder Palmeiras, que ainda joga mais tarde, em clássico contra o Corinthians. A distância para o Athletico-PR, primeiro time fora do G6, também chama atenção: já são 13 pontos de gordura por uma vaga na Libertadores do ano que vem.

A vitória alvinegra na Baixada Santista foi construída com atuação coletiva impecável – e Jorge Sampaoli nem estava no comando. Carlos Sánchez abriu o placar com um golaço, batendo de primeira após linda jogada e preciso cruzamento de Soteldo. Os zagueiros Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique também balançaram as redes antes mesmo do intervalo. Logo no início da etapa complementar, Eduardo Sasha ampliou para os donos da casa. Caberia a Soteldo fazer os dois últimos tentos do Peixe. Kayke, já no apagar das luzes, fez o gol de honra do Goiás.

Dedicados apenas ao Campeonato Brasileiro neste restante de temporada, Santos e Goiás voltam a campo por diferentes rodadas. Mais líder que nunca, o Peixe aguarda até sábado que vem para visitar o São Paulo em clássico marcado para o Morumbi, pela 14ª rodada. Os goianos, que estão em décimo lugar mas ainda podem terminar o dia de hoje em 13º, vão à Arena Corinthians na quarta-feira.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.