Flávio Venturini apresenta projeto Paisagens Sonoras no Teatro Firjan SESI Caxias

julho 22, 2019 / Sem categoria

 

Show do cantor e compositor mineiro ocorre no próximo sábado, às 20 horas

 

Um dos principais cantores, compositores e instrumentistas do País, Flávio Venturini, apresenta o show “Paisagens Sonoras” no próximo sábado, 27, no teatro Firjan SESI Caxias, a partir das 20 horas. As bases do show são seus grandes sucessos, como “Todo azul do mar”, “Noites com sol”, “Pierrot” e a versão em inglês do hit “Nascente”. O artista ainda vai além quando mostra sua ligação com o erudito, através de uma roupagem popular, com “Céu de Santo Amaro”, “Fotografia de um amor” e “Retratos”. A apresentação conta também com temas instrumentais, sempre presentes na carreira de Venturini.

Milton Nascimento, Caetano Veloso, Nana Caymmi, Ivan Lins, Renato Russo, Ed Motta, Guinga, André Mehmari, Leila Pinheiro, Ney Matogrosso, Alcione, João Bosco e Jorge Vercillo são alguns dos artistas da MPB que já interpretaram composições de Flávio Venturini e mostraram assim a sua força de melodista e versatilidade como compositor. Em sua trajetória como cantor, pianista e arranjador, ele vendeu mais de 1 milhão de cópias em 25 álbuns, com inúmeros sucessos emplacados no teatro, no cinema e na TV.

SERVIÇO:

 

Onde? Teatro Firjan SESI Duque de Caxias – Rua Arthur Neiva, 100

Quando? 27/7, às 20h

Quanto? R$ 34 (inteira) | R$ 17 (meia)

Classificação: 16 anos

Gênero: Show

Duração: 80 min

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.