Após a Copa América, Filipe Luís desfrutou do período de férias no Brasil, em Santa Catarina, até o dia 15 de julho, quando embarcou novamente para a capital espanhola. Marcos Braz e Bruno Spindel, vice-presidente e diretor de futebol do Flamengo, respectivamente, foram à Europa atrás de reforços – o zagueiro Pablo Marí e o meia Gerson foram contratados durante esta viagem.

Em Madrid, os dirigentes reuniram-se com Filipe Luís e seus representantes, e retornaram ao Rio de Janeiro com um acordo encaminhado na última sexta.

Em tempo: o contrato de Filipe Luís com o Atlético de Madrid se encerrou no dia 30 de junho, e ele estava estudando propostas – o lateral não escondeu a prioridade de permanecer na Europa. Neste último fim de semana, o Atlético realizou homenagens ao lateral-esquerdo em sua despedida oficial.

Filipe Luís está na Europa desde a temporada 2004/05, quando deixou o Figueirense rumo ao Ajax. Já na temporada seguinte, o lateral iniciou a sua trajetória no futebol espanhol, indo para o Real Madrid B – por empréstimo. Em seguida, rumou para Deportivo la Coruña e Atlético de Madrid. Pelos Colchoneros, fez muito sucesso e deu uma pausa quando, em 2014, foi parar no Chelsea, porém logo retornou para o clube da capital espanhola.

Agora, com 33 anos, status de titular da Seleção Brasileira e recém-vencedor da Copa América, Filipe Luís chega para ser o dono da lateral esquerda do Flamengo, que, atualmente, conta com Renê e Trauco. Da dupla que já estava no Rubro-Negro, o peruano é quem tem a situação indefinida, já que só possui vínculo até o fim deste ano e, de acordo com seu empresário, há clubes interessados em contar com ele. O Flamengo não recebeu qualquer proposta.