Festa de oito anos de criação das Soltarinas agita Nova Iguaçu

agosto 11, 2019 /

    Simone Vianna com a mãe, Marilda,  o filho Oliver as irmãs Silvinha, Silvana e Cíntia.

Simone e suas alunas de jaz, Sofia, Gabriela, Isabela e Eliza

  1. Ana Maria Guidone, Luzia Fahur, Simone Vianna e Sueli Hope,  soltarinas de Nova Iguaçu.

O salão de festa do edifício Jóia,na Avenida Mário Guimarães, área residencial nobre de Nova Iguaçu, explodiu de alegria e forte emoção nas comemorações dos oito anos de criação das Soltarinas, as mulheres de 20 a 80 anos que fazem dança solta pelo simples prazer de ser feliz, fazer novas amizades e de  curtir a vida ao som de músicas e dos rodopios .

Essas mulheres, que são constantemente convidas a se apresentarem em eventos beneficientes, serão uma das atrações do Concit, uma Convenção dos profissionais de contabilidade do Rio de janeiro, no próximo dia 21, no hotel Mercure, em Nova Iguaçu. Elas dançam todos os rítmos, animando eventos e distribuindo felicidade e solidariedade.

A maioria das Soltarinas pertence à sociedade iguaçuana e tem orgulho de assim serem conhecidas. E quem comanda elas é a professora, coreógrafa, bailarina e atriz Simone Vianna, que dez anos atrás trocou a Suiça, onde morava e trabalhava, para criar o grupo em Nova Iguaçu,  no shopping do Vianense. Hoje ela tem 52 alunas. Simone foi às lágrimas várias vezes ontem nas homenagens que as alunas e amigas lhe fizeram durante a animada festa. Foram homenagens merecidas !

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.