Falta de visibilidade para pouso do avião da FAB adia para amanhã(15) inauguração da nova estação brasileira na Antártica

janeiro 14, 2020 /

Condições meteorológicas impediram chegada das autoridades brasileiras ao local

A Estação Antártica Comandante Ferraz , que seria inaugurada nesta terça-feira (14) pela Marinha do Brasil, na Antártica, foi adiada para amanhã, quarta-feira, dia 15. O complexo recebeu um investimento de US$ 99,6 milhões (cerca de R$ 400 milhões), e vai acomodar até 64 profissionais do Programa Antártico Brasileiro (Proantar). A base brasileira será entregue quase oito anos depois do incêndio que destruiu a estrutura anterior.

A reinauguração foi adiada  devido à dificuldade para o pouso da aeronave Hércules C-130, da Força Aérea Brasileira, confirmou a equipe de comunicação social da Marinha. As autoridades brasileiras estão em Punta Arenas, no extremo sul do Chile.

O mau tempo atrapalhou a visibilidade na pista de pouso da base chilena, vizinha à brasileira, impossibilitando a aproximação para aterrissagem. Alguns quilômetros de distância são suficientes para mudar completamente as condições meteorológicas.

Até o momento, as autoridades, como o vice-presidente Hamilton Mourão, não conseguiram chegar à base brasileira. A aeronave tenta realizar o pouso há dois dias, sem sucesso. A nova base está localizada na Ilha de Rei George.

fotos: Divulgação/Marinha do Brasil

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.