Mário Marques ( 1940-2019) será velado a partir das 20 hs na Câmara dos Vereadores e sepultamento será amanhã,16h45m, no cemitério municipal de Nova Iguaçu

maio 2, 2019 /

     Mário Pereira Marques Filho, também conhecido como Mário Marques,   faleceu hoje, vítima de câncer, no hospital da Unimed na Barra da Tijuca, onde estava internado  há meses.  O corpo dele será velado a partir das 20hs  no plenário da Câmara de Vereadores, no Centro de Nova Iguaçu, e o sepultamento está marcado para às 16h45m de amanhã no cemitério municipal, ao lado da Prefeitura. Nascido em 10 de abril de 1940, era advogado, Procurador aposentado da Prefeitura  e foi um político com base eleitoral no município de Nova Iguaçu. Foi sete vezes vereador do município, sendo presidente da Câmara Municipal entre 1999 e 2000. Foi eleito como vice-prefeito na chapa do candidato à reeleição Nelson Bornier em 2000. Assumiu a prefeitura do município após a renúncia de Bornier, em 5 de abril de 2002. Candidatou-se à reeleição em 2004 sendo derrotado por Lindberg Farias. Em 2006 foi eleito deputdo estadual do Rio de Janeiro pelo PSDB. Foi o presidente da  Comissão da Criança, adolescente e Idoso da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ).Como Prefeito, criou o Complexo Cultural  que até hoje funciona na Rua Getĺúlio Vargas e o Espaço Municipal  da Terceira Idade ( Esmuti), no bairro da Luz. Era casado com a educadora  Maria Luiza Guimarães. Deixou um casal de filhos, netos e uma legião de amigos de todas as classes sociais em Nova Iguaçu e na Baixada Fluminense. Era um torcedor apaixonado pelo Vasco da Gama e no início da vida pública dirigiu a Liga de Desportos de Nova Igjuaçu.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.