Ex-jogador do Vasco, Valdiram, 36 anos, é encontrado morto em São Paulo

abril 21, 2019 /

O ex-atacante do Vasco Valdiram, de 36 anos, foi encontrado morto neste sábado, 20, em São Paulo. O ex-jogador vestiu a camisa do time carioca entre 2006 e 2007, na melhor fase de sua carreira, e vinha vivendo como morador de rua. Ele foi achado na rua Santa Eulália, na Zona Norte da capital paulista. O ex-atleta lutava contra o vício em drogas.A informação foi noticiada primeiramente pelo programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, e confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML) do bairro Santana, para onde Valdiram foi encaminhado. O IML local também informou que o corpo ainda não foi reconhecido por familiares, embora já tenha sido identificado por outros moradores de rua que conheciam o ex-jogador.Natural de Canhotinho, cidade do interior de Pernambuco, Valdiram teve uma carreira atrapalhada por uma série de problemas fora de campo, como o vício em drogas e álcool, e colecionou episódios de indisciplina nos clubes que defendeu.

No ano passado, o Vasco conseguiu, por meio do Serviço Social, internar o ex-atacante em uma clínica de reabilitação. Isso ocorreu pouco depois de o jornal Extra ter publicado, em fevereiro de 2018, uma reportagem na qual contou ter encontrado o ex-vascaíno morando na rua em Bonsucesso, Zona Norte do Rio.

No auge de sua carreira, Valdiram foi artilheiro da Copa do Brasil de 2006, com sete gols marcados, e ajudou o Vasco a chegar à final da competição, na qual o clube cruzmaltino acabou sendo derrotado pelo Flamengo na luta pelo título. O jogador teve o contrato rescindido em fevereiro de 2007, depois de seguidas faltas aos treinos.Ver imagem no Twitter

Vasco ◤✠◢

Em nota oficial divulgada neste sábado, o Vasco lamentou a morte de Valdiram.

“O Club de Regatas Vasco da Gama comunica, com pesar, o falecimento do ex-atacante do Clube Valdiram. Ele tinha 36 anos. Seu corpo foi identificado neste sábado (20/04), em São Paulo. As causas da morte ainda são desconhecidas”, diz a nota.

No comunicado, o clube relembre ainda a trajetória do ex-atacante dentro de campo e o drama pessoal fora dos gramados.

“Valdiram chegou ao Vasco em 2006 contratado junto ao Esportivo (RS). Logo se destacou, tendo terminado como artilheiro da Copa do Brasil daquele ano, quando o Gigante da Colina terminou com o vice-campeonato. Sua passagem por São Januário se encerrou em 2007”, seguiu a nota oficial.

“Em fevereiro de 2018, ao tomar conhecimento de que Valdiram vinha dormindo na rua, após dar como vencida uma batalha contra as drogas e o alcoolismo, o clube conseguiu junto a uma conceituada clínica médica do Rio de Janeiro que o ex-jogador pudesse se tratar gratuitamente e retomar a vida. Valdiram ficou internado durante quatro meses, deixando a clínica no dia 23 de junho”, completou o clube.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.