Estacio abre inscrições para 4ª edição do projeto de alfabetização de Jovens e Adultos

julho 29, 2019 /

A Estácio está com as inscrições abertas para o Projeto de Alfabetização e Letramento de Jovens e Adultos. A iniciativa — que integra o Programa de Responsabilidade Social da companhia apresenta novidade em sua 4ª edição — será oferecida em quatro unidades do Rio de Janeiro: Ilha do Governador, Alcântara, Queimados e Via Brasil.

Por um período de quatro meses, os adultos e jovens terão aulas com estudantes dos cursos superiores de Licenciaturas da Estácio – como Pedagogia, Letras, História, Geografia e Matemática – com a participação do corpo docente da Estácio. As aulas acontecerão no período noturno com duração de três horas por dia, duas vezes por
semana, e serão totalmente gratuitas para os alfabetizandos. Os interessados poderão se inscrever até o dia 5 de agosto, diretamente nas salas de matrícula das unidades que oferecem o curso e as aulas terão início na semana de 12 de agosto. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.estacio.br/alfabetização, ou pelo telefone 0800 880 6774.

As turmas terão em média até 24 estudantes e, ao final do curso, os alunos deverão ser capazes de ler e escrever pequenos textos, com compreensão, além de resolver problemas matemáticos simples, utilizar de forma crítica informações veiculadas nas diferentes mídias e comunicar-se por intermédio de mensagens de texto em aplicativo de
dispositivo móvel. Com essas competências o alfabetizado pode exercer plenamente a sua cidadania reconhecendo o seu valor e seu papel na sociedade, aumenta as suas chances de ingressar no mercado formal de trabalho e tem possibilidade de dar continuidade dos estudos.

Desde sua criação, no primeiro semestre de 2018, o Projeto de Alfabetização e Letramento de Jovens e Adultos já contou com a participação de mais de 300 alunos. A iniciativa ganhou força e notoriedade no setor de educação e está se expandindo cada vez mais. Primeiro Rio de Janeiro, depois Carapicuíba (em São Paulo) e agora Rio
Grande do Norte (Natal) e Brasília (em Taguatinga).

“Nossa meta é levar esse projeto a todas as unidades da Estácio no Brasil. Estamos alinhados com os ODS 4 da ONU e queremos combater o analfabetismo e erradicá-lo no entorno de nossos _campi_. Os novos dados do IBGE nos mostram que a batalha ainda é bem grande”, afirma Cláudia Romano, vice-presidente de Relações Institucionais e Sustentabilidade do Grupo Estácio.

A metodologia visa incentivar e efetivar o aprendizado dos jovens e adultos, a promover a sua autoestima, a reconhecer as suas potencialidades e a evitar a evasão dos alfabetizandos. “Esses adultos se sentem excluídos por conta do analfabetismo e é muito comum que tenham o ímpeto de desistir. Por isso, atuamos de forma a apoiar os alunos a seguirem estudando, apesar das dificuldades”, complementa Cláudia.

Aloma Carvalho