Datafolha: Paes e Freixo saem na frente para 2020. Gestão Crivella é reprovada por 72% dos eleitores cariocas.

dezembro 15, 2019 /

Na simulação com maior número de candidatos, Eduardo Paes está na frente, com 22%, empatado tecnicamente com Freixo, que tem 18%. Crivella registra apenas 8%

Pesqusa feita pelo instituto Datafolha aponta que o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) e o deputado federal Marcelo Freixo lideram as intenções de voto para a prefeitura do Rio de Janeiro nos três cenários analisados pelo instituto.

“Na simulação com maior número de candidatos, Eduardo Paes está na frente, com 22%, empatado tecnicamente com Freixo, que tem 18%. Crivella registra 8%. No cenário com menos postulantes ao cargo, o ex-prefeito alcança 27% e o deputado, 21%  –empatados no limite da margem de erro”, aponta reportagem de Ítalo Nogueira.

A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, na pesquisa que entrevistou 872 eleitores.

Crise na Saúde, o maior problema de Crivella

A crise da Saúde no Rio levou o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) a atingir a pior avaliação de seu governo. A pesquisa Datafolha, encomendada pelos jornais O GLOBO e “Folha de S.Paulo”, aponta que 72% dos entrevistados consideram a gestão do prefeito ruim ou péssima, enquanto o índice de ótimo ou bom ficou em 8% e o de regular é de 20%. A maior preocupação dos cariocas é, justamente, com os hospitais e postos de saúde. Para 68%, a área é o principal problema da cidade do Rio.

A Saúde do Rio está diante de uma crise, com a paralisação de médicos e fechamento de unidades de saúde por conta de salários atrasados e a falta de pagamento do 13º. Crivella chegou a pedir “piedade”, em recurso enviado ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), para usar verbas federais na tentativa de pagar funcionários de Organizações Sociais (OSs) que administram unidades. Na semana passada, o prefeito conseguiu fechar em Brasília um acordo que, segundo fontes que acompanham a crise, vai transferir cerca de R$ 150 milhões para o município.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.