Corpo encontrado no Rio Iguaçu é o da advogada Marcela de Souza, reconhece o pai dela

junho 1, 2019 /

É o da advogada Marcela de Souza Oliveira o corpo encontrado pelo Corpo de Bombeiros neste sábado, no Rio Iguaçu, na região de Vila de Cava, Nova Iguaçu,  Ela estava desaparecida desde segunda-feira.

O reconhecimento foi feito pelo pai dela, que identificou uma tatuagem nas costas da filha. O cadáver estava na mesma região onde foram achados documentos, a bolsa e um casaco da advogada.

Quando o corpo foi encontrado, não foi possível a identificação imediata devido ao estado de decomposição. Testes ainda serão realizados no Instituto Médico-Legal.

Equipes da polícia civil encontram uma bolsa, documentos, um casaco e uma blusa da advogada Marcela de Souza Oliveira, de 26 anos.. As peças de roupas recuperadas foram reconhecidas pelo pai de Marcela.

O rio Iguaçu fica localizado a aproximadamente 40 minutos de carro, ou 1,6 km de distância do local onde mora William dos Santos, de 33 anos, namorado de Marcela.

William contou que ela dormiu na casa dele no dia do sumiço. Segundo contou, ele saiu para trabalhar por volta das 7h da manhã, enquanto Marcela continuou dormindo. Ela tinha prometido almoçar com os pais, mas não apareceu.

“A gente se assustou porque ela não é de fazer isso. De sair sem dar satisfação e não falar nada. E começamos as buscas. Fomos no hospital, na delegacia e no IML”, contou o namorado de Marcela.

Maria Penha Oliveira, mãe de Marcela, contou que falou com a filha na manhã de segunda-feira, quando foi até a casa de William e combinou de almoçar com ela mais tarde.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.