Coral Regina Coeli se apresenta neste domingo(2/6)na catedral de Santo Antonio

maio 31, 2019 /

Fundado em 2003, o Coral Regina Coeli tem como seu maior comprometimento elevar as almas através do canto sacro. Seus integrantes são pessoas simples da Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo e São Judas Tadeu do bairro Rodilândia, periferia de Nova Iguaçu. Na apresentação deste domingo( 2/6), às 17 horas, na catedral de Santo Antonio de Jacutinga, Centro, o programa do coral terá obras de grandes artistas da música sacra, com destaque para o italiano Rossini. O regente do Coral, Thiago Teixeira, criou um site ( www.reginacoelicoral.com.br) com informações e disponibilizou as partituras dos cânticos que neste domingo comemorarão o encerramento do mês de maio. A apresentação do Coral Regina Coeli será em honra a Nossa Senhora. A igreja de Nossa Senhora do Perpétuo e São Judas Tadeu é uma das algumas comunidades católicas que ainda celebra missas em latim em Nova Iguaçu. Entre os seus muitos freqüentadores e fiéis, destaca_se o conhecido advogado José Luiz Teixeira, também integrante do Regina Coeli e profundo conhecedor da história da Baixada Fluminense. O coral se apresenta,ainda, em festas religiosas e em casamentos em todo estado do Rio de Janeiro.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.