No Arraiá D’Ajuda, a festa da solidariedade de Nova Iguaçu também é política

junho 10, 2019 /

Há 26 anos, sob o comando da ativista social  Idalina Quintella, algumas das melhores cabeças da sociedade iguaçuana põem o avental do Arraiá D’ Ajuda e, voluntariamente, dão sua colaboração nas barracas de alimentação,bebidas e outras. É o dia em que os ricos com responsabilidade social se entregam a tarefas como fazer churrasco, pizzas, servir os conhecidos e gente simples no balcão. O dinheiro da festa é uma das principais receitas que ajudam a manter mais de 300 crianças carentes no Centro Social  São Vicente, mais conhecido como patronato. A festa agora é realizada num amplo espaço do Shopping Nova Iguaçu e dura três dias. O evento tem música, muita gente da sociedade e, claro, políticos da região  Lá estiveram os prefeitos de Nova Iguacu e de Japeri, Rogério Lisboa e Cezar Melo,respectivamente, o deputado estadual Max Lemos  ( MDB) e os deputados federais  Luiz Antonio Teixeira Júnior ( Progressistas) , o Dr. Luizinho, e Juninho do Pneu (DEM).  À exceção de Max, que está andando todos os finais de semana por bairros da periferia de Nova Iguaçu acompanhado de lideranças de bairros, os outros três não assumem ainda sequer que sejam candidatos. Max, que já foi secretário de Transportes em Nova Iguaçu antes de ser vereador e prefeito duas vezes de Queimados, assume aos poucos que é pretenso candidato a prefeito de Nova Iguaçu em 2020 e que está namorando com o PDT. Seu slogan já está pronto: Nova Iguaçu pode mais.

 

Max Lemos (à esquerda) e Doutor Luizinho na festa de encerramento,hoje, do Arraiá  D’Ajuda em Nova Iguaçu

 

Doutor Luizinho diz que é obrigação dele participar todos os anos do Arraiá D’Ajuda e que sua proridade este ano é trabalhar pelo povo da Baixada. Eleição, diz ele, não é prioridade de su agenda política. Ele só vai definir sua posição no tabuleiro do xadrez da política iguaçuana no proximo ano. Até lá, quer permanecer discutindo em Brasília uma nova tabela de pagamento dos serviços do SUS, entre outras tarefas. Já o prefeito Rogério Lisboa (DEM) voltou a namorar os eleitores da periferia. Ele não sai mais das ruas e agora é visto despojado: camiseta de manga curta,bermudão e sandálias de dedo, sua indumentaria de hoje na festa mais importante de Nova Iguaçu. Quem anda preocupado com esta postura de Lisboa é Juninho do Pneu ( DEM) que vem pisando fundo para ser a opção de Rogério se o prefeito decidir permanecer no cargo. No ambiente político de Nova Iguaçu, corre à boca pequena que o ex_prefeito Nelson Bornier está atraindo Juninho com o propósito de fazê_lo seu candidato nas eleições do ano que vem.