Max Lemos e Alana Passos disputam o DNA pelas demandas de Queimados nos despachos com Witzel

junho 8, 2019 /

O Governador Wilson Witzel está ficando numa saia justa toda vez que é instado a se manifestar sobre as ações de sua sua administração para beneficiar a população de Queimados. Ao longo dos últimos dias, Witzel gravou um vídeo atribuindo à deputada estadual Alana Passos  a autoria de demandas nas áreas de segurança pública e da saúde. A bolsonalista, claro, postou nas redes sociais a fala do governador e o seu agradecimento com um largo sorriso cumprimentando o governador no Palácio Guanabara.  No vídeo, Witzel promete reforçar a segurança em Queimados com mais 16 PMs e com a implantação do programa Segurança Presente naquele município da Baixada para conter o avanço da criminalidade.

Nas contas pessoais dela  no Facebook, Twiter, Youtube e no Instagram, sobraram elogios para Alana PQD, disparados pelos seus seguidores. Ela é sargento e da  cozinha política da família Bolsonaro e disputa espaço no PSL.  Witzel diz ainda, em outro vídeo, que as digitais de Alana estão na reabertura da maternidade Bom Pastor, mais uma promessa do governador para o povo de Queimados.  “Valeu Governador por atender minhas solicitações!”, agradeceu a deputada depois de fustigar seus adversários com a informação, divulgada pelo seu maridos e assessor, de que é de autoria dela o projeto de lei que autoriza a construção de um Colégio Militar em Queimados. O que ela não diz é que o projeto, por ser autorizativo, não impõe a Witzel esta obra. No entanto, nas redes sociais festeja promessas e se defende de seus opositores acusando-os de espalharem fakes pelas redes sociais.

Por outro lado, o mesmo governador , ao receber em audiência, quarta-feira última, o deputado Max Lemos (MDB) , foi além nas promessas ao incluiir no pacote do outrora poderoso ex-prefeito uma verba mensal do estado para manter o custeio do hospital/maternidade de Queimados, ainda não inaugurado. Witzel foi além nas promessas e garantiu a implantação de uma UTI neonatal na futura unidade e uma escola técnica para o município. Max fez fotos mostrando seus pedidos num documento ao lado de um sorridente governador que também lhe agradeceu pelo apoio na Alerfj.

Nascido na antiga Casa de Saúde Bom Pastor, o deputado Max Lemos se diz realizado ao ver um antigo sonho saindo do papel. “Fui o primeiro deputado a protocolar Indicação Legislativa solicitando recursos para o funcionamento da maternidade de Queimados, maternidade que eu nasci. Dois projetos de minha autoria estão em andamento na Assembleia, um que autoriza justamente o convênio com o estado e outro que autoriza a implantação de uma UTI Neonatal, que será muito importante para atender as crianças da região. Fico feliz e muito grato ao ver o governador atendendo ao nosso pedido”, destacou o parlamentar.

É neste clima de disputa pelo registro do DNA político que Max e Alana Passos estão fazendo campanha nas redes sociais pelo comando da Prefeitura de Queimados, uma cidade da Baixada Fluminense que sobreviveu à crise fiscal e econômica vivida pelo Rio de Janeiro. Max, liderança do MDB comandando por Sérgio Cabral e Jorge Piucciani, deve estar sentindo muita falta dos aliados que a ele nada negavam ou dividiam na hora de atender as demandas da cidade que administrou com sucesso por dois mandatos.