Jogo feito: Nova Iguaçu terá 9 candidatos a prefeito; PSL troca Raquel Stasiaky por Rogério Lisboa

setembro 16, 2020 /

 

*Paulo Cezar Pereira

 

O prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa,  conquistou mais um aliado para disputar a reeleição. Raquel Stasiaky, gaúcha, 43 anos,  suplente da bancada federal do Rio, bolsonarista, professora de ética e de administração pública, acaba de me informar que desistiu de participar do processo político e eleitoral deste ano na cidade que lhe deu quase 9 mil votos de um total de 26.644 em todo estado nas eleições de 2018.

Ela, que fazia a pré campanha com críticas pesadas aos políticos tradicionais da cidade e tinha o apoio de 17 candidatos à Câmara de Vereadores, comunicou sua decisão aos dirigentes locais do PSL depois que o deputado Sargento Gurgel, presidente estadual de seu partido, emplacou a nomeação do sogro, Hermeto Cavalcante, para a secretaria municipal de Segurança.  Gurgel foi além: afastou todos os integrantes do diretório municipal e assumiu o comando da seção do PSL em Nova Iguaçu, enfraquecendo Raquel Stasiaky.

Delegado Carlos Augusto, Marcelo Lajes e Luiz Novaes

 

Segundo  as palavras de um assessor, Stasiaky passou os últimos dias se sentindo “como uma noiva traída, a caminho do altar”. Ela também tomou outra decisão: não apoiará qualquer dos candidatos à Prefeitura de Nova Iguaçu. Raquel Stasiaky sequer compareceu à convenção do PSL no último domingo. O bolsonarismo que ela queria representar nas urnas este ano se dividiu: um grupo buscou abrigo no Republicanos da candidata a prefeita Rosangela Gomes e o outro vai pedir votos para reeleger Rogério Lisboa.

Com a desistência de Raquel, são nove os candidatos à Prefeitura de Nova Iguaçu: 7 homens e 2 mulheres. A saber: Rogério Lisboa (PP), Sebastião Berriel (PT), Dr. Letinho (PSC), Carlos Augusto (PSD), Marcelo Lajes (PRTB), Luiz Novaes (PSB), Rosangela Gomes ( Republicanos), Professora Leci Carvalho (PSOL)e Max Lemos, (PSDB) que fará convenção hoje (16) para homologar seu nome.

Rosangela Gomes, Professora Leci Cavalho e Max Lemos

 

Os dirigentes do PSTU na Baixada Fluminense decidiram lançar apenas a professora Florinda Lombardi a vereadora por Duque de Caxias. Florinda fundou o Sepe nos anos 80 do século passado e foi vereadora do Rio pelo PT. O PSTU fará uma avaliação das propostas dos prefeitáveis de Nova Iguaçu para decidir na próxima semana se apoiará algum deles, mas a tendência do partido e não apoiar ninguém nas eleições deste ano em Nova Iguaçu.

 

* Paulo Cezar Pereira é Jornalista