Diocese de Nova Iguaçu começa a se despedir de Dom Luciano Bergamim com missa pelos seus 50 anos de sacerdócio

abril 27, 2019 /

Uma missa festiva, presidida por Dom Orani Tempesta, Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, comemorou agora há pouco os 50 anos de sacerdócio do bispo da Diocese de Nova Iguaçu, Dom Luciano Bergamim. Bispos da Regional Leste 1, todos os padres e diáconos da Baixada Fluminense lotaram a catedral de Santo Antônio de Jacutinga, local do evento. O presidente da Assembléia Legistiva do Estado do Rio de Janeiro, deputado André Ceciliano, também estava na missa, além de vereadores de várias cidades da região. A missa festiva pelo aniversário de ordenação de padre é, na verdade, o início da despedida de Dom Luciano da chefia da mais importante Igreja Católica da Baixada.

Nascido em Treviso, Itállia, dom Luciano em pouco tempo conquistou todos os fiéis da Diocese de Nova Iguaçu. Aliado da população, notadamente a mais humilde, é um defensor intrasigente na melhoria da qualidade de vida das cidades de sua Diocese. Abriu sua Igreja na Baixada à participação de políticos e de outras lideranças de todos os partidos, sem distinção, e comandou atos  de defesa da liberdade religiosa, condenando a intolerância e agressões a outras denominações religiosas. E abriu espaço na Igreja para criação de uma pastoral da diversidade, acolhendo grupos LGBT.

Todos os prefeitos que com ele conviveram e convivem no cotidiano da administração pública nos municípios que compõem a Diocese de Nova Iguaçu(Belford Roxo, Japeri, Mesquita, Nova Iguaçu (sede), Nilópolis, Paracambi, Queimados e o Distrito de Conrado, em Miguel Pereira) o admiram e respeitam. Dom Luciano é colunista do Nova Iguassu Online e tem em sua conta pessoal no Facebook.

Dom Luciano vai completar 75 anos no próximo sábado, dia 4. Ao chegar a esta idade, pedirá ao Papa Francisco, por escrito, o seu desligamento da Diocese de Nova Iguaçu, conforme determina o Direito Canônico. Como seu substituto já foi escolhido pelo Para Francisco, o coadjutor Dom Gilson Andrade assumirá o comando da Diocese de Nova Iguaçu ao longo do mês de maio numa outra grande festa do povo catolico da Baixada. Aí então Dom Luciano será apenas Bispo Emérito. A alguns amigos, confidenciou que gostaria de morar em Nova Iguaçu, cidade que o acolheu com muito carinho e com ele deu muitos “pulinhos” ao final das missas festivas na catedral de Santo Antônio de Jacutinga.

Desde sua criação, em 1960, a Diocese de Nova Iguaçu teve cinco Bispos Diocesanos: Dom Walmor Battú Wichrowski (1960-1961), Dom Honorato Piazzera, SCJ (1961-1966), Dom Adriano Mandarino Hypolito, OFM (1966-1995), Dom Werner Siebenbrock, SVD (1995-2002), Dom Luciano Bergamin, CRL, atual Bispo Diocesano e Dom Gilson de Andrade da Silva, Bispo Coadjutor.