Cleiton Rodrigues vira supersecretário da Casa Civil com reforma administrativa de Witzel

junho 29, 2020 /

 

– O Governador do Rio, Wilson Witzel, vai extinguir a Secretaria de Governo, Comunicação e Relações Institucionais e criar a Secretaria de Planejamento e Gestão. A mudança será publicada no Diário Oficial. A informação é da Assessoria de Imprensa do governo estadual.

– Toda a estrutura que fazia parte da Secretaria de Governo passará a integrar a nova Secretaria da Casa Civil, que ficará a cargo do secretário Cleiton Rodrigues.

– Passam a fazer parte da Secretaria da Casa Civil as estruturas dos programas Segurança Presente, Lei Seca, Cedae, Proderj, Imprensa Oficial, Subsecretaria de Grandes Eventos e Subsecretaria de Comunicação Social.  

– Farão parte da Secretaria de Planejamento e Gestão as subsecretarias de Logística, Gestão de Pessoas, Tecnologia da Informação e Governança.

– Com a mudança, a Secretaria de Planejamento e Gestão vai priorizar a área técnica para ganhar maior agilidade na execução do orçamento e de programas da gestão estadual.

– O novo secretário de Planejamento será Bruno Schettini, que já ocupava a Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão da Secretaria da Casa Civil e Governança. Schettini é formado em Engenharia Eletrônica pela Escola Naval e em Administração pela Universidade Federal do Paraná, com pós-graduação em Gestão Pública pela Universidade Federal do Paraná e Mestrado em Gestão Pública pela Universidade de Oxford/UK.

– O Governo do Estado terá entre 30 e 60 dias para ajustar as atribuições das duas pastas.

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.