‘Caminhos para a Cidadania’, da CCR NovaDutra, capacita professores de Queimados

setembro 25, 2018 /

Nos dias 26 e 27, acontece em Queimados mais uma etapa de capacitação de professores através do programa Caminhos para a Cidadania, desenvolvido pelo Instituto CCR e realizado pela Concessionária CCR NovaDutra. Nessa nova fase do programa é utilizado um aplicativo de celular, para incentivar a boa utilização da tecnologia na educação. Após o curso, os professores irão repassar as orientações aos estudantes de 4º e 5º anos das escolas da rede municipal de ensino participantes do programa.

O Caminhos para a Cidadania é um programa do Instituto CCR, realizado pela CCR NovaDutra, para educadores das escolas municipais das 36 cidades que margeiam a via Dutra. A capacitação une conhecimentos sobre Educação de Trânsito à ‘aprendizagem significativa’ – metodologia utilizada para estimular a conexão de memórias antigas com novos conceitos recebidos em sala de aula, de forma multidisciplinar.

O conteúdo das oficinas, extraído do novo livro didático de 2018, trabalha a Teoria das Inteligências Múltiplas, que consiste na capacidade de resolução de problemas, de compreensão, de adaptação e de contextualização dos temas “Trânsito” dentro da grade curricular das escolas.

Reformulado

O Programa Caminhos para a Cidadania veio reformulado para o ano de 2018. Voltado à mobilidade, cidadania e preservação da vida, este ano o programa trabalha a segurança no trânsito com os alunos de 4º e 5º anos do ensino fundamental das redes públicas de ensino. Até 2017, o programa levava Educação de Trânsito para a 4º série e Educação Ambiental para o 5º ano.

A alteração na grade curricular ocorreu após a realização de uma pesquisa que avaliou o papel do programa nas comunidades, além de seus objetivos e metas. Com a ampliação, as crianças, que têm entre nove e dez anos, terão mais aprofundamento do tema Trânsito, apropriando-se cada vez mais das noções de segurança e cidadania nas vias. Dessa forma, elas atuarão como multiplicadoras das boas práticas no trânsito entre familiares e amigos.

Foto: Divulgação

Aloma Carvalho