Brasil vence o Peru por 3 x 1 e conquista Copa América pela 9ª vez

julho 8, 2019 /

Com gols de Éverton “Cebolinha”, Daniel de Jesus, Paolo Guerrero ( Peru) e Richarlisson ( de pênalti, no segundo tempo), a seleção brasileira conquistou pela nona vez o título de campeã da Copa América, ontem (7/7), no Maracanã, ao derrotar o Peru por 3 x 1.

O baiano Daniel Alves, 36 anos, conquistou na Copa América, no Maracanã, 40 títulos como jogador de futebol.

A Argentina ficou em terceiro lugar na competição com a vitória, ontem, por 2 x 1 sobre o Chile.

Na primeira fase,  as duas seleções finalistas se enfrentaram e o placar foi Brasil 5 x 0 Peru. O jogo foi muito disputado e de muitas emoções nas duas etapas. O Brasil, que ficou com  10 homens a partir de 30 minutos do segundo tempo com a expulsão de Gabriel de Jesus, enfrentou dificuldades para ganhar o jogo, mas melhorou e reagiu nos últimos 15 minutos do segundo tempo.

 

A final da Copa América  mostrou que o futebol peruano evoluiu e que Paolo Guerrero, Trauco e Cueva, que atuam respectivamente no Internacional, Flamengo e Santos, foram decisivos para levar a seleção de futebol do país à final da mais importante competição do continente latino americano.

Ao final do jogo, o presidente Jair Bolsonaro foi ao gramado do Maracanã participar das homenagens às seleções do Peru e do Brasil. Alisson, o melhor goleiro da competição, Éverton “Cebolinha”, o artilheiro da competição ( 3 gols, mesmo número de Guerrero) e Daniel Alves ( que , aos 36 anos, conquistou o 40º título de sua carreira de jogador de futebol)  -, o melhor jogador da Copa América, foram homenenageados pela Comebol com troféus.

Brasil : Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Arthur, Casemiro e Philipe Coutinho ( Éder Militão); Éverton ( Allan), Gabriel Jesus e Roberto Firmino ( Richarlisson)

Peru: Gallese, Advincula,Zambrano, Abram e Trauco; Tapia ( Gonzales) , Yotón ( Rui Diaz), Carrilo ( Ayolo), Cueva e Flores; Paolo Guerrero.

Árbitro: Robetto Tobar ( Chile).

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.