Bolsonaro sobre protestos: ‘São idiotas úteis, não sabem a fórmula da água’

maio 15, 2019 /

Presidente falou ao chegar ao Texas, onde será homenageado pela

Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos

 Enquanto estudantes e profissionais da educação se mobilizam no país, nesta quarta-feira (15/5), o persidente Jair Bolsonaro chegou a Dallas (Texas), onde foi receber uma homenagem como personalidade do ano da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.
A homenagem ocorreria inicialmente em Nova York, mas foi transferida depois de diferentes estabelecimentos se recusarem a receber o evento, aderindo a uma campanha contra Bolsonaro liderada pelo prefeito da cidade americana, Bill de Blasio.
Ao conversar com jornalistas, em frente ao hotel onde ficará hospedado, o presidente minimizou o movimento contra os cortes na área da educação e areforma da Previdência, chamando os manifestantes de “idiotas úteis”.
“É natural, mas a maioria (dos manifestantes) é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabem, não sabem nada. São uns idiotas úteis sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil”, afirmou Bolsonaro.

Lei de Responsabilidade

O presidente negou que esteja realizando cortes na educação e afirmou que, na verdade, assumiu o Planalto com o país “destruído” e, que, por isso, a previsão orçamentária acabou afetada. “Se não tiver esse contingenciamento, eu simplesmente entro contra a lei de responsabilidade fiscal. Então não tem jeito, tem que contingenciar”, afirmou.

Na terça-feira à noite, deputados do partido de Bolsonaro, o PSL, chegaram a afirmar que o presidente havia voltado atrás no contigenciamento. O governo, no entanto, negou a informação, por meio de notas emitidas por diferentes ministérios.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.