Bolsonaro nas redes sociais: ” Pretendo beneficiar um filho meu,sim”

julho 19, 2019 / Sem categoria

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou sua intenção de indicar o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ao posto de embaixador nos Estados Unidos. “Pretendo beneficiar um filho meu, sim”, disse Bolsonaro, em sua transmissão semanal ao vivo nas redes sociais. “Se eu puder dar um filé mignon para o meu filho, eu dou, sim”, acrescentou.

Ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes Freitas, do deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ) e de uma tradutora de libras, Bolsonaro afirmou que seu filho está preparado para o cargo. “[Eduardo] Integra o Grupo de Lima, esteve várias vezes nos países que lutam pela volta da normalidade na Venezuela, fala inglês e espanhol”, disse o presidente.

Bolsonaro disse, ainda, que a função de um embaixador, além de servir como “cartão de visitas” de um país, deve “fazer o meio de campo” entre duas nações.

O presidente também fez um afago ao deputado federal Marco Feliciano, cotado para ser seu vice em uma eventual campanha pela reeleição. “O Marco Feliciano foi cirúrgico, acho até que é formado pelo Itamaraty, pelo Instituto Rio Branco. Ele provou, com as súmulas do Supremo [Tribunal Federal], que não é nepotismo. Não é nepotismo, não. Ou acham que eu ia cometer um crime?”, questionou.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.