Bolsonaro anuncia, pelo Twitter, Tereza Cristina para Agricultura. É a primeira mulher de seu futuro ministério

novembro 7, 2018 /

Boa noite! Informo a todos a indicação da senhora Tereza Cristina da Costa Dias, Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, ao posto de Ministra da Agricultura.

Foi este o comunicado que o Presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), veiculou uma hora atrás através de sua conta pessoal no Twiter para informar que  Teresa Cristina, deputada federal do Democratas do Mato Grosso do Sul, agora é a primeira mulher a ser nomeada por ele, em janeiro, para o primeiro escalão do governo federal.  O nome dela era defendido pela bancada ruralista para compor o futuro governo. Bolsonaro, que está em Brasília, confirmou a extinção do Ministério do Trabalho. E novo recuso, Presidente eleito admitiu 18 pastas: a Controladoria Geal da União deve ter status de ministério. Ele teve encontro hoje com o Presidente Michel Temer, que disse tê-lo convidado para a cúpula do G-20. No Congresso Nacional, o senado aprovou aumento de salário de ministros do Supremo Tribunal Federal para R$ 39 mil. A medida vai gerar efeito cascata que pode causar impacto de R$ 4 bilhões, segundo economistas. O aumento aprovado pelo Senado aos ministros beneficiará, mais adiante, juízes, Senadores,  deputados federais, deputados estaduais, vereadores, promotores,procuradores e delegados de polícia em todo o País.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.