Belford Roxo recebe última etapa do Festival ‘Se Essa Praça Fosse Minha’

junho 7, 2019 /

O Projeto “Se Essa Praça Fosse Minha”, apoiado pelo Instituto CCR, por meio da CCR NovaDutra, será apresentado neste domingo (9), na Praça do Xavante, em Belford Roxo. As atividades são gratuitas e abertas ao público, a partir das 11h. Essa é a última etapa do Festival, que já visitou Mesquita, São João de Meriti, Nova Iguaçu e Seropédica.

O “Se Essa Praça Fosse Minha” consiste em um festival artístico de valorização da cultura local, onde as apresentações ocorrem em praças públicas, oferecendo opções culturais gratuitas para os moradores.

O projeto, que é um festival de intercâmbio artístico-cultural, convida grupos, coletivos e artistas locais para participarem de um dia de atividades com apresentações de teatro, música, dança, contação de histórias, exibição de curtas e oficinas, integrando arte e comunidade com atividades de lazer e cultura em espaços abertos, ao ar livre e gratuitos da região.

Na programação, além da peça que leva o nome do projeto, a Praça Xavante recebe a FeirArt de Bel e seus artesanatos, apresentações de dança, música com os rappers, além de palhaçaria para crianças e a exposição da fotógrafa Carine Felgueiras com registros da cidade.

Confira a programação:

– 11h
Que Bicho Você É? – A atividade propõe exercícios de conscientização corporal, alongamento com movimentos relacionados aos personagens e maquiagem.

– FeirArt de Bel – A Feira de Artesanato que atua a 4 anos no Centro de Belford Roxo chega junto com exposição e ministrando uma oficina para os amantes de trabalhos manuais.

– 12h
Exposição fotógrafa – A fotógrafa Carine Felgueiras apresenta uma exposição com retratos.

Palhaços da Baixada Fluminense – Apresentação de palhaços e palhaças com novos números e clássicos da nobre arte da palhaçaria.

– 12h40

Dança & Jazz – A Academia Cristina Mendes apresenta coreografias de ballet e jazz.

– 13h
Afrotelúricos – Serão apresentados samba de roda, jongo e cantos. O repertório passeia por referência como Djalma Correa, Os Afrosambas, entre outras.

– 13h30
“Uma Mala para Dois Palhaços” – O espetáculo tem como alicerce o universo da palhaçaria e do circo-teatro. A peça conta a história dos palhaços Escafura e Tortobias, que fazem muitas trapalhadas, cheia de tropeços e quedas.

Aloma Carvalho