Prefeitura de Queimados e Governo do Estado homenageiam o Dia dos Namorados

junho 11, 2019 /

Quem foi que disse que namorar é algo exclusivo para jovens? Juntos há 47 anos, os aposentados Erenalda Izabel (67) e Francisco Estevam (71) provam que é possível manter a chama acesa mesmo na terceira idade. Com dois filhos, uma neta e muitas histórias para contar, eles fazem questão de estar juntos em tudo: dançam, viajam e se divertem com as atividades oferecidas pelo Centro de Esporte e Lazer da Terceira Idade de Queimados. No espaço, que é administrado pela Prefeitura, o casal participa de aulas de dança de salão em prol de uma vida ativa.

E foi no ‘dois para cá , dois para lá’ que se viram pela primeira vez, durante uma festa, há 50 anos. “Achei ela bonita e comecei a me interessar. Naquela noite a gente dançou junto e o tempo foi ajudando. Logo, começamos a namorar e noivamos”. Dona Erenalda conta como foi o pedido de casamento: “Foi um momento único para mim. Eu era nova, tinha apenas dezoito anos, mas já tinha certeza dessa relação. E hoje estamos aqui para contar histórias (risos)”, relembrou a idosa.

Frequentadores assíduos do CELTI desde a fundação do local – inaugurado há cinco anos -, eles são tão apaixonados pela dança que costumam participar até de apresentações externas. “Fui a vários encontros e reuniões na época da abertura do CELTI. É um equipamento público que deu muito mais qualidade de vida para pessoas da nossa idade. Sempre que podemos nos apresentamos juntos, porque amamos dançar”, declara a moradora do bairro Fanchem.

Sorridente, Erenalda descarta o mito da ‘fórmula mágica’ para manter um casamento e declara que o companheirismo e a confiança foram os pilares para chegar até hoje: “É preciso ter paciência um pelo outro, pois cada um tem um jeito de ser e em algumas situações é preciso ceder suas próprias vontades. Não é fácil, mas o que vale é o amor que sentimos e isso vence qualquer barreira”, concluiu a aposentada.

Animado, o casal já planeja as bodas de ouro com uma belíssima festa. “Vamos comemorar nosso aniversário de casamento daqui a três anos e estamos nos preparativos. Se Deus quiser, vamos chegar aos cinquenta anos de união”, afirmou Erenalda ao lado de seu esposo. “Eu a amo muito e esse sentimento só acabará quando partirmos, mas antes quero aproveitar muito esses momentos e continuar com as nossas viagens e apresentações de dança pela cidade”, frisou Francisco.

Amor na troca de passos

Nesse clima de amor à moda antiga, os planos para comemorar o Dia dos Namorados, nesta quarta-feira (12), são de manter a tradição de quando se conheceram: dançando. “Preparamos um grande baile para esta data tão especial. A partir das 14h, os idosos poderão se divertir e, quem sabe, encontrar um novo amor dançando neste espaço feito para eles”, afirmou a Secretária Municipal da Terceira Idade, Maricéia Peluzio.

Fundado em 2014, o Centro de Esporte e Lazer da Terceira Idade Francisco Marinho Quintanilha atende cerca de dois mil idosos com idade acima de 55 anos. O espaço oferece atividades como: Hidroginástica, Pilates, Musculação, Fit Dance, Fitball, Artesanato, Dança de Salão e Step, além de palestras sobre saúde dos idosos, cursos, exibições de filmes e passeios em grupo. Para participar das atividades, os interessados devem ir até a Av. Maracanã, s/nº, Vila Pacaembu, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, com identidade, comprovante de residência, tipo sanguíneo, duas fotos 3×4 e atestado médico. O órgão também atende pelo telefone (21) 2665-6526.

Apresentação da Orquestra Sinfônica da Faetec no Palácio Guanabara

O Palácio Guanabara, sede do Governo do Rio de Janeiro, vai abrir suas portas neste sábado (15) para homenagear o Dia dos Namorados. Haverá apresentação da Orquestra Sinfônica da Faetec – Fundação de Apoio à Escola Técnica, do coral da instituição e de dançarinos, às 10h, no jardim do Palácio.

“Abrimos as portas do Palácio Guanabara um sábado por mês para realização de eventos artísticos e culturais, ao ar livre, com a participação da comunidade. O governador sempre diz que o palácio não é dele, é do povo. Estamos apenas colocando em prática essa premissa”, afirmou o secretário da Casa Civil e Governança, José Luís Zamith.

O jardim do Palácio Guanabara foi idealizado pelo paisagista francês Paul Villon, no começo do século 20, e se mantém intacto até hoje. No local, está o chafariz de Netuno, pequeno lago com a estátua do deus da mitologia romana que foi desenvolvida pela Fundição Val d’Osne, mais importante fundação do século 19, localizada na França. O jardim também é adornado por alamedas de palmeiras imperiais, plantadas a pedido da Princesa Isabel, e árvores frutíferas exóticas, como mangueira, caqui-preto, pêssego-da-Índia e olho-de-dragão.

Quem quiser em participar dos eventos culturais ou visitações, basta enviar um e-mail para visitaguiada@casacivil.rj.gov.br, especificando a opção desejada. As vagas são limitadas e o estacionamento no local sujeito à lotação.

Aloma Carvalho