“A polícia agirá de forma contundente e letal”, diz o governador Witzel ao voltar a defender atuação letal contra criminosos

abril 3, 2019 /

Durante o evento para a entrega do trecho 1 do Tronco Coletor Cidade Nova na manhã desta quarta-feira (3), o atual governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, voltou a defender a atuação de forma arbitrária da Polícia Militar no combate a criminalidade no estado.

De acordo com Witzel, a polícia agirá de forma contundente e letal. “Não vamos permitir que fiquem de fuzil assaltando na rua. Esses narcoterroristas serão combatidos de forma contundente e nós vamos vencemos. O Estado é poderoso. Vamos acabar com os arrastões, reforçamos o policiamento nas rodovias.”, afirmou Witzel.

Sobre a obra do trecho 1 do Tronco Coletor Cidade Nova, o governo estadual afirma que atende a 163 mil habitantes em seis bairros (Cidade Nova, Centro, Catumbi, Rio Comprido, Estácio e Santa Teresa) da região central do Rio. Os 3,8 quilômetros do coletor redirecionam cerca de 350 litros de esgoto por segundo para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Alegria, que eram jogados no Canal do Mangue. A quantidade equivale a 12 piscinas olímpicas por dia de esgoto tratado.

Durante o evento, Witzel chegou a fazer um apelo ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para que ele assine a autorização para que haja a prorrogação do contrato entre o governo estadual e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que ajuda no financiamento das obras do Programa de Saneamento dos municípios do entorno da Baía de Guanabara (Psam).

“Fica aqui nosso apelo, pois temos prazo. Nosso ministro Paulo Guedes precisa ser sensibilizado de que é importante concluir esta etapa. Amanhã (4), nosso secretário de Fazenda e nossa secretária do Ambiente estarão em Brasília pedindo ao ministro que definitivamente assine a autorização e não percamos o prazo, até o dia 20 de abril. Estamos pedindo para que nós possamos concluir essa obra muito importante para o estado. Este é um programa de Estado, não é de governo”, diss Witzel.

Aloma Carvalho